Gênero e sexualidade

UNICAMP

Direita insulta de "feminazistas" cartazes pelo direito ao aborto do Pão e Rosas Unicamp

Todos os cartazes e faixa do grupo de mulheres Pão e Rosas, Esquerda Diário e MRT amanheceram com panfletos de setores de direitas colados por cima no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp.

segunda-feira 13 de agosto| Edição do dia

Como parte da campanha internacional “Façamos como as argentinas! Direito ao aborto legal, seguro e gratuito realizada pelo Pão e Rosas, pelo Esquerda Diário e pelo MRT pela legalização do aborto, vários cartazes e faixa foram colados pelo IFCH, para também se manifestar contra as milhares de mortes por abortos clandestinos que acontecem no Brasil e fazer referência à grande maré verde de mulheres que inunda a Argentina. Setores de direita, possivelmente ligados a concepções que misturam o obscurantismo da Igreja às decisões políticas do Estado, não se aguentaram e “atropelaram” os cartazes e faixa com panfletos que continham os dizeres “Façamos como a Argentina! NÃO à legalização do aborto. É pela vida das mulheres que estão nos úteros! Não seja você um(a) feminazista!”.

A força que vimos da enorme maré verde que tomou as ruas da Argentina e também nas manifestações de solidariedade que ocorreram no Brasil mostra que somos imparáveis. Desde o IFCH, nós continuaremos incomodando os conservadores e reacionários, assim como as argentinas, que se levantam pelos seus direitos, pelo seu direito à vida. Não será o Senado oligárquico argentino, muito menos alguns cartazes nos chamando de "feminazistas" que nos farão retroceder. Pelo contrário, chamamos a todas, todos e todes que defendem, de fato, a vida das mulheres para organizarmos essa luta no IFCH e na Unicamp, mostrando que nossos direitos nunca nos foram dados, mas sempre foram arrancados! Para isso, combatemos qualquer concepção que misture a Igreja ao Estado: são assuntos separados! É pelo direito à escolha! Acima de tudo, é pela vida das mulheres!

Não vão nos calar, porque nossa luta é imparável!




Tópicos relacionados

Aborto   /    Mulheres   /    Direito ao aborto   /    Campinas   /    Gênero e sexualidade   /    Juventude

Comentários

Comentar