Mundo Operário

GREVE DOS PROFESSORES NO RS

Direção do CPERS mobiliza para enterrar a greve

quinta-feira 9 de novembro| Edição do dia

Professores da rede estadual do rio grande do sul denunciam nas redes sociais a direção do CPERS, que não esconde seu esforço para enterrar mais uma vez uma histórica greve da categoria. "Voto, voto, voto" é tudo que a burocracia precisa para acabar com a luta da categoria.

Não à toa diversos núcleos do CPERS se posicionaram contrários à realização de assembleia no dia 10, confirme convocado pelo Comando Estadual de Greve. Sabiam que em uma assembleia marcada em cima da hora, sem tempo de mobilizar e ainda em um dia que deveria se de paralisação geral, não fosse a traição das centrais, a burocracia se prepararia para enterrar a greve.

Em um momento delicado da greve, quando a categoria já começa a ficar desgastada dos absurdos promovidos por Sartori, ameaças e perseguições, a direção do CPERS, que já não vem mobilizando muito, volta a se movimentar. Mas não para buscar dar mais um ânimo à greve, despertando apoio popular e chamando outras categorias à luta, e sim preparando a derrota.

Professores denunciam nas redes sociais a diretora do sindicato falando abertamente nos grupos de whatsapp sobre levar todo o peso de não grevistas e aposentados para a assembleia do dia 10. Assembleia que está sendo convocada bem em um dia em que a categoria deveria estar nas ruas contra Sartori, Marchezan e Temer. Veja abaixo:

Em 2015 a categoria levou um golpe quando a direção do CPERS acabou com a greve apesar da maioria presente em assembleia querer a continuidade. A categoria precisa mover forças, sobretudo os núcleos de oposição, para não permitir mais esse golpe contra a luta dos trabalhadores. É necessário lotar essa assembleia com professores e trabalhadores em educação de base para barrar qualquer manobra que a Direção Central tente fazer contra nossa luta.




Tópicos relacionados

Greve Municipários Poa   /    cpers   /    RS   /    Marchezan   /    Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Greve Professores RS   /    Greve   /    Crise gaúcha   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar