Sociedade

MÃES CONTRA A VIOLÊNCIA NAS FAVELAS CARIOCAS

Dia das mães é todo dia sem violência na favela

Nesse domingo, 14 de maio, mulheres de várias favelas do Rio de Janeiro se reuniram em Copacabana para comemorar o dia das mães protestando contra a violência nas favelas.

segunda-feira 15 de maio| Edição do dia

Foto: Jornal do Brasil

O ato contra a violência e o extermínio da juventude negra nas favelas foi organizado pelo Movimento Favelas contra a Violência, pelas associações de moradores do Parque Oswaldo Cruz, Nelson Mandela e Samora Michel, pela organização não governamental (ONG) Rio de Paz, pelo Conselho Comunitário de Manguinhos, com apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz.

O objetivo principal do ato era denunciar e chamar atenção da população para a violência que o Estado promove diariamente nas favelas com sua falida guerra às drogas, onde a principal vítima é a juventude negra periférica e favelada.

Como exemplificado por Carolina Cacau neste artigo, “são milhares de "balas perdidas", que matam todo dia a juventude negra das favelas e periferias. Que tiraram as vidas de Maria Eduarda, Claudia Ferreira, Amarildo, o menino Eduardo, DG e uma lista interminável de assassinados pela polícia.”




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar