Internacional

ATUALIDADE

Dez coisas que você precisa saber sobre o muro de Trump

O que você precisa conhecer sobre o muro que Trump pretende construir na fronteira com o México, e que a mídia não fala.

quinta-feira 26 de janeiro de 2017| Edição do dia

1. O muro na fronteira com o México na realidade é parte de um pacote mais amplo de medidas que Trump e seu governo querem implementar para criminalizar os imigrantes.

2. O plano contempla maior controle interno para os que já estão em solo estadunidense e reforço das segurança na fronteira para “evitar ingressos ilegais”. Uma continuidade total com a política imigratória das administrações do democrata Barack Obama.

3. Como foi previsto, há mais de três décadas, em 1970, o México firmou um acordo com os EUA que limita as zonas onde se pode construir o muro: a condição é não alterar as correntes dos rios fronteiriços.

4. O muro tem como alicerce um projeto prévio, aprovado em 2006, que permitiu a construção da mais de mil quilômetros de cercas nas fronteiras.

5. O primeiro responsável foi o democrata Bill Clinton, pois durante seu governo se iniciou a instalação das primeiras cercas (que começou com um pequeno trecho de 16 quilômetros de “bloqueio”) na fronteira do Novo México e Texas para cobrir depois toda a borda compartilhada com Chihuahua. Faz questionar os ataques do partido democrata à forte xenofobia expressada por Trump e seu plano anti-imigrantes certo?

6. A fronteira de Baixa Califórnia tem desde 1994 um muro de 32 quilômetros que foi construído devido à Operação Guardião.

7. Em 23 anos (1993-2016) o muro se estendeu a mais de cem mil quilômetros.
8. Ao mesmo tempo, os agentes das forças públicas para patrulhar a fronteira se multiplicaram por seis (4 mail em 1992 e 25 mil em 2016).

9. É a fronteira mais movimentada do mundo: um milhão de pessoas cruzam a fronteira diariamente de maneira legal. A quantidade de imigrantes ilegais que cruzam a fronteira é incalculável.

10. Trump assegura que o México pagará o custo do muro (mais de dois bilhões de dólares) mediante um projeto de lei de gastos que pode contemplar empréstimo do país do norte à seu “pátio traseiro” destinado exclusivamente a pagar o muro, aumento no custo dos vistos temporários, confisco de remessas ou cancelamento de ajudo estrangeira para o México.

Tradução: Alexandre Costela




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    México   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar