×

Amazônia | Desmatamento da Amazônia cresce 29% em 2021 e tem a pior marca da última década

Dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), mostram avanço desenfreado da destruição do maior bioma sulamericano, que chegou a chegou a 10.362 km² no ano passado, equivalente a metade do estado de Sergipe.

quinta-feira 20 de janeiro | Edição do dia

(Foto: Victor Moriyama/Amazônia em Chamas/Divulgação Greenpeace)

O avanço do desmatamento da Amazônia atingiu seu pior índice da última década. Esse é o panorama apresentado a partir dos dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), que mostram a marca de 10.362 km² perdidos. Isso é equivalente ao tamanho de metade do estado de Sergipe.

O Imazon também cruzou dados do desmatamento com o banco de dados do Cadastro Nacional de Florestas Públicas do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e observaram que que 4.915 km² foram devastados dentro de territórios federais. Isso é correspondente a quase metade da área desmatada no ano passado.

Nas Unidades de Conservação foram devastados 507 km² de mata nativa, 10% a mais do que no ano anterior.

Leia também: Garimpo cresce, e lama escurece e polui águas no "Caribe Amazônico" em Alter do Chão (PA)




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias