Economia

DESEMPREGO

Desemprego aumenta 13,8% em julho, e chega a 13,1 milhões de desempregados

Pesquisa aponta fechamento de 7,2 milhões de postos de trabalho em 3 meses

quarta-feira 30 de setembro| Edição do dia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nessa quarta-feira (30) dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Mensal (PNAD Contínua) no qual expõe que a taxa de desemprego no Brasil subiu para 13,8% no trimestre encerrado em julho, com 13,13 milhões de desempregados e fechamento de 7,2 milhões de postos de trabalho em 3 meses.

O índice corresponde a um aumento de 1,2 ponto percentual em comparação ao trimestre encerrado em fevereiro (12,6%), período anterior a pandemia, e de 2 pontos percentuais em comparação ao mesmo trimestre de 2019 (11,8%).

Imagem: Economia G1

A população ocupada diminuiu 8,1% em 3 meses, chegando a 82 milhões, o que representa uma redução de 7,2 milhões de pessoas em comparação ao trimestre que se encerrou em fevereiro, e de 11,6 milhões na comparação anual.

A população desalentada (que não buscaram trabalho, mas gostariam de conseguir uma vaga e estavam disponíveis para trabalhar) subiu para 5,8 milhões de pessoas.

A população fora da força de trabalho chegou a 79 milhões de pessoas, um acréscimo de 8 milhões em relação ao trimestre anterior e de 14,1 milhões em 12 meses.




Tópicos relacionados

Crise do Coronavírus   /    Governo Bolsonaro   /    Desemprego   /    Economia   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar