Política

CCJ

Deputados falam que votarão para salvar Temer "em nome da honra e dos empregos", em que país?

quinta-feira 13 de julho| Edição do dia

Em discursos inflamados oradores da tropa de choque de Temer repetem-se. E repetem argumentos que usaram um ano atrás no golpe institucional. Votarão pela impunidade de Temer em nome da "honra", da "dignidade" e em defesa do emprego.
Sabe-se lá em que país localiza-se esse discurso. Não é no Brasil de Temer, Joesley Batista e dos 14 milhões de desempregados e agora com a reforma trabalhista para trucidar todos direitos trabalhistas.

Esse tom foi o tom adotado pelo lider do PMDB, do PP, do PSD e outros partidos que fecharam questão em apoio a Temer.

Já reunida há diversas horas a CCJ está prestes a votar o relatório pela continuidade das investigações de Temer. Após a votação do parecer a votação vai a Câmara que deve ratificar essa autorização com 342 votos favoráveis para que o procedimento chegue ao STF e Temer possa ser afastado.

Espera-se que Temer tenha uma vitória na votação da CCJ. Uma vitória que não lhe assegura legitimidade nem estabilidade para governar, e só aumentará a raiva e crise de representatividade entre a população e esta casta de empresários, corruptos que votam ataques aos trabalhadores e garantem impunidade aos seus conformes seus interesses políticos.




Tópicos relacionados

Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar