Sociedade

DESMATAMENTO

Deputados aprovam mais destruição e entrega da Amazônia

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça (16) mudança de categoria para uma área de 486 mil hectares da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, no Pará, transformando essa parte da unidade de conservação em área de proteção ambiental (APA). Trata-se de um rebaixamento dentro da categoria de proteção ambiental. A área, três vezes o tamanho da cidade de São Paulo, poderá ser usada para retirada de madeira, agropecuária e mineração, além de poder ser comprada e vendida por particulares.

quarta-feira 17 de maio| Edição do dia

A área de 486 mil hectares equivale a 4.860 km². A unidade do Jamanxim, ainda que protegida, tem sido um dos principais alvos de desmatamento em toda a Amazônia. É extremamente relevante para a região, porque faz a conexão das áreas protegidas do Rio Xingu com a Bacia do Tapajós.

Sob a justificativa de uma suposta necessidade de associar o desenvolvimento econômico da região com a exploração da Amazônia, os deputados entregaram mais uma parte da floresta para ser comprada, vendida, desmatada e destruída em prol de interesses privados. Além disso, uma emenda incluída de última hora no texto reduziu 10.400 hectares do Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina.

Agora o texto da MP segue para o plenário do Senado, sem passar por comissões. Ele precisa ser votado até 29 de maio, data em que a MP vence. Se for aprovado, tem mais 30 dias para seguir para sansão presidencial.

Os deputados têm pressa em atender as necessidades do agronegócio local e legalizar a entrega de mais uma parte da floresta pública, em uma região onde o desmatamento só cresce. Transformando a floresta nacional em outro tipo de unidade, os deputados permitem ainda mais exploração e destruição.

Além disso, o ano de 2017 vem sendo marcado mais uma vez pela violência no campo, resultando na morte de dezenas de sem-terra e indígenas que lutam pela terra. A decisão dos deputados vai no sentido de agravar esta situação.

Com informações da Agência Estado




Tópicos relacionados

Câmara dos Deputados   /    Indígenas   /    Sociedade   /    Povos indígenas   /    Sem-Terras

Comentários

Comentar