Gênero e sexualidade

TRANSFOBIA

Deputado bolsonarista faz declarações transfóbicas na ALESP

Ontem (3) ocorreu sessão onde os deputados discutiam o projeto de lei do deputado Altair Morares (PRB) que proíbe pessoas trans de praticar esportes nos times que escolherem baseado no gênero. Os bolsonaristas destilaram ódio e preconceito contra transexuais e travestis.

quinta-feira 4 de abril| Edição do dia

O deputado Douglas Garcia (PSL) do partido de Bolsonaro, fez um discurso falando que “Se um homem que se acha mulher entrar no banheiro em que estiver minha mãe ou minha irmã, tiro de lá a tapa e depois chamo a polícia”.

Um discurso transfóbico contra uma parcela da população que sofre brutalmente com o preconceito e que tem na américa latina a expectativa de vida de 35 anos de idade, sendo que 90% está na prostituição pois não conseguem empregos e não tem assistência social do Estado. Poder usar o banheiro que escolher e selecionar o time que quiser baseado no gênero, constituem direitos básicos e democráticos para a população trans.

A declaração do deputado é um claro ataque à deputada Érica Malunguinho (PSOL), deputada trans e negra. A bancada ativista do PSOL entrou com processo por quebra de decoro parlamentar após reacionarismo de Douglas Garcia, com apoio de deputados de outros partidos.

Prestamos toda solidariedade à Érica Malunguinho. É necessário a auto-organização do movimento LGBT, que aliado aos trabalhadores para lutar também contra ataques como a previdência, pode dar um basta na discriminação e nos ataques aos LGBT’s no país.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    PSL   /    Violência Transfóbica   /    Jair Bolsonaro   /    Homofobia e Transfobia   /    PSOL   /    São Paulo (capital)   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar