Sociedade

Depressão hospitaliza cerca de 125 mil pessoas por ano

Segundo pesquisas recentes do Instituto Nacional de Saúde Mental americano, o número de pessoas hospitalizadas por causa de depressão tem aumentado de forma significativa.

quarta-feira 7 de junho| Edição do dia

O fato de doenças psíquicas afetarem cada vez mais pessoas está diretamente ligado às condições de vida e de trabalho que temos na sociedade capitalista atual.

A cada ano que passa o tema das doenças psíquicas se torna um dos mais discutidos pela medicina contemporânea, justamente por esta se deparar com uma crescente presença dessas doenças entre a população mundial, em especial a depressão.O Instituto Nacional de Saúde Mental americano estima que, por ano, cerca de 125 mil pessoas são hospitalizadas em decorrência de depressão. Declara ainda que entre 50 a 70 mil pessoas cometem suicídio anualmente por conta dessa doença.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que até o ano de 2020 a depressão será a doença incapacitante com maior prevalência no mundo, já que a cada ano o número de pessoas que sofrem de depressão tem um aumento significativo.

O Brasil é um dos países que conta com um número grande de depressivos, em que quase 6% de sua população sofre da doença, ultrapassando a média mundial. Além disso, somente no ano de 2016, mais de 75 mil pessoas foram afastadas de seus empregos no Brasil por conta da doença psíquica.

Erroneamente encarada e comparada com a tristeza passageira, a depressão se caracteriza como uma doença estigmatizada e sofre preconceito, fazendo com quemuitas vezes não seja devidamente diagnosticada, o que pode levar a aprofundar os sintomas e agravar o quadro, por não seracompanhada por um tratamento profissional.

É necessário ter uma visão que busca a causa estrutural do problema. Assim, doenças psíquicas como a ansiedade e a depressão avançam sobre a população a medida em que a exploração e a opressão possuem forte espaço na sociedade, afetando a todos nas mais diversas e variadas relações.

Enquanto trabalhamos de forma desumana, somos explorados, temos nossos corpos destruídos, passamos por assédio moral, temos pouco tempo livre para o desenvolvimento subjetivo, sofremos pressão por produtividade, a realidade ainda agrega mais fatores para que as condições psíquicas sejam duramente afetadas ao serem aplicadas reformas que visam aumentar essa exploração retirando direitos trabalhistas mínimos.

É certo que o capitalismo tem como um de seus pilares a exploração da maioria a fim de se garantir o lucro de uma minoria. A realidade atual é de uma crise, em queno Brasil temos mais de 12 milhões de desempregados, em péssimas condições de vida; temos uma maioria da população que sofre com uma intensa exploração no trabalho diário. E temos também uma minoria que ataca os direitos mínimos da população, precarizando ainda mais as condições de vida e de trabalho com as reformas Trabalhista e da Previdência aplicadas pelo governo golpista. Essa realidade, em que os governos e os patrões descarregam a crise no ombro dos trabalhadores,está intrinsecamente ligada às doenças psíquicas que a cada ano afetam mais pessoas, que por sua vez anseiam por um “basta”.

É necessário dar esse basta. Por melhores condições de vida e de trabalho é necessário barrar os ataques que têm vindo com crescente força. Pela integridade de nossos corpos e nossas mentes, pelo fim da exploração e da opressão, é necessário dar um basta nesse sistema capitalista.




Tópicos relacionados

Depressão   /    Sociedade

Comentários

Comentar