Política

PCdoB APOIA PSDB

Depois do fracasso eleitoral do PT no ABC, o PCdoB declara apoio à Orlando Morando do PSDB em São Bernardo

Em coletiva de imprensa, Orlando Silva, ex Ministro do Esporte durante o governo de Lula, declarou que o PCdoB “valoriza os votos” e por isso definiram que irão apoiar Orlando Morando do PSDB em sua candidatura para a prefeitura da cidade. Estavam junto com o PT no primeiro turno, mas segundo o próprio Orlando, o PCdoB precisa se posicionar para o segundo turno.

Maíra Machado

ABC paulista

quarta-feira 5 de outubro| Edição do dia

“Em São Bernardo, neste segundo turno, temos uma alternativa. Morando esteve na sede do PCdoB neste ano para fazer uma aliança política, mas naquele momento achamos que não era adequado. Agora, depois de domingo, nos procurou para tratar a eleição e consideramos que ele tem capacidade e liderança para conduzir a cidade”

O que Orlando Silva não falou é que o PSDB só pode conduzir a cidade para os interesses da burguesia, das grandes montadoras e do capitalismo. Morando confirmou que “estamos (PSDB) ainda mais fortes para o segundo turno. Quando o projeto é bom, ele só cresce”

Nessas eleições o PCdoB abandonou seu discurso de “golpe” e se unificou com golpistas em diversas cidades, em Teresina defenderam a reeleição de Firmino Filho do PSDB, em Maceió apoiaram o Cícero Almeida do PMDB. Sem vergonha nenhuma a presidente do PCdoB declarou que em eleições municipais a realidade local pode se sobrepor a realidade nacional.

Para aqueles que ainda acham que o PT é esquerda e que o PCdoB é comunista, deve ser um choque muito grande ver a conciliação desses setores com a direita golpista e reacionária, mas devemos lembrar que esses dois partidos estiveram juntos nos últimos anos na implementação de uma série de ataques aos trabalhadores e à juventude.

O apoio ao PSDB é um salto de qualidade nesse sentido e desnuda de uma vez por todas o caráter de classe do partido mais antigo do Brasil. Não bastavam as negociações da UJS com os governos para derrotar as lutas da juventude e conciliar no que fosse possível em 2013 e também nas ocupações de escola no ano passado, agora querem seguir sendo parte de governos de ataques e para isso estão dispostos a apoiar e compor governos diretamente burgueses.

Ainda assim, querem ser as grandes vozes da unidade da esquerda, tentando abafar os gritos daqueles que entendem que o golpe foi contra os trabalhadores e que o PT é o principal culpado dessa situação. No ato Fora Temer de Santo André, cantavam alto toda vez que as palavras de ordem denunciavam o PT e diziam que não aceitaríamos nem a direita e nem o PT. É em nome dessa unidade que vemos agora em São Bernardo e em outras capitais do país, que o PCdoB tenta calar a voz daqueles que sabem que a conciliação só nos levará a mais derrotas.

É preciso construir uma nova esquerda, de luta e revolucionária, que passe a limpo a história de conciliação de classes levada a frente pelo PCdoB e PT, para que construamos uma saída independente para os trabalhadores. A juventude que hoje está junto ao PCdoB precisa enxergar seu próprio papel nos caminhos de nosso país e romper com esse projeto que não poderá trazer nada de bom, somente mais derrotas e desilusão.

Chamo a juventude e os trabalhadores do ABC e a conhecerem as ideias do MRT que se expressaram no ABC com a expressiva votação em minha candidatura anticapitalista para vereadora em Santo André, a mais votada na esquerda regional. Pensemos juntos as saídas que estão colocadas para lutar contra o golpe e os ajustes, em ruptura com os partidos que governam para os grandes capitalistas.




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    PSDB   /    Política

Comentários

Comentar