Negr@s

RACISMO

Depois de anos de opressão aos haitianos, Temer vai enviar tropas para ocupar República Centro-Africana

segunda-feira 20 de novembro| Edição do dia

Depois de anos de terror promovidos pela militarização do território haitiano pelas tropas brasileiras, a falsa "missão de paz" promovida pela ONU se encerra e o governo brasileiro enviará os soldados para a República Centro-Africana. O Brasil é um dos países mais cotados para enviar militares, sendo uma das maiores frentes: 13 mil soldados e um gasto anual de 920 milhões de dólares.

O Brasil, que não será o único país a ocupar e militarizar o território africano e sim irá continuar a destruição e genocídio francês. A França colonizou a República Centro-Africana diversas vezes ao longo da história e mesmo após a independência do país africano, continuou no território, ocupando-o militarmente desde 2014. Com a saída da França do território africano, o governo brasileiro assume o papel de continuar caminhando ao lado do genocídio de povos negros e superexplorados com as grandes potências imperialistas.

Veja também: "Haiti: 11 anos de ocupação ilegal, violência e mentiras"

Não diferente das ações haitianas, os militares que ocupam os territórios desses países assassinam o povo que luta pra sobreviver e cometem todos os tipos de violência, como por exemplo na missão da França na República Centro-Africana que teve diversos casos de estupro locais por militares franceses.

Assim como o governo Lula, que esteve ao lado das políticas estadunidense de conter a revolta de um povo superexplorado e oprimido, o governo Temer, que alega com suas reformas um déficit orçamentário no país, enviará milhares de soldados afim de garantir os interesses franceses. Ocupando um território preenchido de miséria e exploração imperialista, Temer gastará bilhões de reais, firmando sua aliança com as grandes potencias contra o povo pobre das periferias capitalistas.




Tópicos relacionados

Dia Nacional da Consciência Negra   /    Ocupação Haiti   /    Negr@s

Comentários

Comentar