Defensoria Pública determina 24h para liberação do orçamento da saúde retido por Crivella

A Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ) ajuizou Ação Civil Pública para que o município do Rio repasse ao Fundo Municipal de Saúde, os R$ 543.570.700,00 necessários à manutenção dos serviços de saúde na cidade até o final do ano, em 24 horas para evitar paralisações na saúde municipal.

terça-feira 28 de novembro| Edição do dia

Com a escancarada crise na saúde pública do município do Rio, todos os dias profissionais e usuários se reúnem em diversos serviços UPA, Hospital Municipal, Clínica da família, CAPS, em assembleias e manifestações contra o desmonte do SUS promovido por Crivella.

Os profissionais estão com salários atrasados e sem previsão, unidades sem vale alimentação, falta de medicamentos em toda rede, e categorias em greve, depois de diversas reuniões com representantes da prefeitura onde se firmaram muitas promessas, mas nada assinado e efetivado.

Enquanto isso, a luta continua em defesa do SUS público e de qualidade. Com o Slogan "Nenhum Serviço de Saúde a Menos" profissionais e usuários seguem com um calendário de manifestações e atividades diárias que inclui esta semana um chamado a todos e todas para compormos juntos no dia 05 de dezembro a Greve Geral contra a reforma da previdência.

Vamos às ruas barrar todos os ataques! Tomemos a Greve Geral em nossas mãos.

Mais informações: http://www.defensoria.rj.def.br/noticia/detalhes/5365-DPRJ-ajuiza-acao-para-evitar-paralisacoes-na-Saude-municipal




Tópicos relacionados

Saúde

Comentários

Comentar