TRANSPORTE PÚBLICO POA

Decreto de Marchezan que extingue integração da segunda passagem entra em vigor

Marchezan Jr (PSDB), prefeito dos empresários do transporte, efetiva medida autoritária que institui a cobrança da segunda passagem em Porto Alegre. O ataque começa a vigorar essa semana.

segunda-feira 28 de agosto| Edição do dia

Nesse Domingo, 27, entrou em vigor a medida do prefeito Marchezan Jr (PSDB) de cobrar a segunda passagem nos ônibus da capital. A partir de agora a parcela considerável da população de Porto Alegre que necessita pegar dois ônibus para chegar ao local de trabalho terá de pagar R$ 2,02 na segunda viajem, trajeto que, até então, era gratuito. Os estudantes continuam isentos.

A medida, levada a cabo pelo prefeito de modo autoritário, por meio de um decreto, deixa ainda mais claro o fato de que o tucano governa, acima de tudo, para a ATP, a associação dos empresários do transporte da capital. No mesmo mês em que institui a cobrança da segunda passagem, o prefeito (que afirma reiteradamente que a prefeitura não tem recursos devido a uma crise nas finanças) garante a isenção de impostos para os empresários do transporte, deixando de arrecadar mais de 18 milhões de reais, como mostramos aqui.

Além da instituição da cobrança da segunda passagem, outros ataques estão sendo preparados pelo prefeito. Basta lembrar dos seis projetos de lei para o transporte público, um verdadeiro pacotaço de ataques que inclui medidas como o fim dos cobradores e limitação da meia passagem para estudantes, que já denunciamos anteriormente.

Em meio a tudo isso o tucano segue com a ideia de privatizar a Carris. Enquanto isso não ocorre, o prefeito segue perseguindo trabalhadores rodoviários e empurrando todas as linhas de ônibus deficitárias, aquelas com maiores trajetos e menos passageiros, para a empresa pública, como já noticiamos aqui.

A extinção da gratuidade da segunda passagem, combinada a todos os demais ataques de Marchezan contra o transporte público e a Carris é mais uma medida que tenta garantir lucros absurdos aos empresários às nossas custas É necessário parar Porto Alegre contra Marchezan e os empresários do transporte, para quem o tucano governa. Nossas vidas valem mais que o lucro deles.




Tópicos relacionados

Marchezan   /    transporte público poa   /    PSDB   /    Transporte

Comentários

Comentar