Política

De maneira arbitrária, juíza proíbe Gleisi Hoffmann de ser advogada de Lula

sexta-feira 31 de agosto| Edição do dia

A juíza responsável pelo caso de Lula, Carolina Lebbos, determinou que Lula pague mais de R$30 milhões de multa do caso triplex do Guarujá. E ordenou ainda, que Gleice Hoffmann deixe de atuar como advogada de Lula.

Gleici, além de advogada, vem discutindo com Lula estratégias eleitorais com Lula, coisa que Moro e Carolina já demonstraram públicamente insatisfações. Essa proibição, serve para restringir ainda mais o direito de lula ser candidato e aprofundar o ataque a população votar em quem quiser.

A juiza usou como base a lei que proíbe parlamentares exercerem a função de advogado em casos das empresas mistas, como a Petrobras. A empresa atuou como assistente de acusação no processo contra Lula. Além de Gleici, a juíza também proibiu a visita do tesoureiro do PT, Emídio de Souza.

O judiciário vem restringindo cada vez mais os direitos de Lula, proibindo-o de dar entrevistas e de falar com membros de seu partido. Coisa que mesmo presos por crimes hediondos são permitidos fazer. Assim como se nega a aceitar as decisões da ONU sobre o caso de Lula, sendo que antes afirmavam que as determinações da ONU valiam mais que a constituição.

Não concordamos com a política de Lula e do PT que, durante seu governo, aplicou ataques aos trabalhadores; pagou religiosamente a dívida pública, que é um verdadeiro roubo ao nosso país; e se aliou com a direita reacionária abrindo espaço para o golpe institucional. Porém, devemos defender o direito da população votar em quem quiser e ser contra o avanço desse judiciário privilegiado e reacionário, aliado aos imperialistas, que querem fazer com que os trabalhadores paguem pela crise econômica.Como estão fazendo agora com a aprovação da terceirização irrestrita.

Esse judiciário quer escolher a dedo quem irá governar o país, por isso devemos ser contra seus privilégios e seu avanço contra nossos direitos. Que todos os juízes ganhem o mesmo que uma professora; que sejam eleitos e revogáveis; que possamos lutar com a força dos trabalhadores de forma independente por uma Assembleia Constituinte onde possamos lutar por isso e por outras medidas fundamentais, como a revogação da reforma trabalhista e da Lei da Terceirização, bem como a redução da jornada de trabalho sem redução de salários para acabar com o desemprego. Tudo isso está em oposição aos privilégios desses juízes e dos ataques aos direitos que eles e os governos capitalistas promovem.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Direito do povo decidir em quem votar   /    Julgamento de Lula   /    Operação Lava-Jato   /    Operação PF contra Lula   /    Investigando a Operação Lava-Jato   /    PT   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar