Educação

CAXIAS DO SUL

Daniel Guerra se esconde como Sartori das manifestações em Caxias do Sul

terça-feira 28 de novembro| Edição do dia

Com total desrespeito aos 265 servidores da saúde que trabalham no maior pronto atendimento da cidade, o prefeito "gestor" Daniel Guerra e nenhum representante do executivo comparecem em audiência nesta segunda-feira para esclarecer seu projeto de entregar o pruncipal posto de atendimento de saúde público para a iniciativa privada. A chamada parceria público/privada que contrataria empresas filantrópicas é pura máscara para a privatização.

A privatização do PA24h dificultará o acesso a como o dinheiro público está sendo gasto, pois os repasses não serão feitos diretamente como salários, medicamentos e equipamentos, mas como recursos para a empresa que ganhar a licitação administrar como bem entende. Quem vai pagar será principalmente o povo pobre e trabalhador que usa o sistema.

Durante a audiência se revesaram na tribuna dirigentes sindicais do SINDISERV (Sindicado dos Servidores Municipais), representantes de bairros e comunidade. Aos gritos de fora Guerra o plenário da Câmara sentiu o vazio da ausência da secretaria da saúde e de alguma resposta da prefeitura. Caiu a máscara populista do prefeito e ele agora se esconde como faz Sartori. Age como um ditador sem ouvir a opinião pública como se estivesse administrando sua empresa.

É preciso unificar as lutas pela saúde pública com as lutas pela educação pública. Transformar essas lutas em grandes causas populares para arrancar desses governos nossos direito e que descarreguem a crise nas costas dos ricos sonegadores de impostos e credores da dívida pública, que sugam o nosso dinheiro em conluio com esses políticos, dinheiro que deveria estar sendo revertido em serviços públicos de qualidade para todos.




Tópicos relacionados

Caxias do Sul   /    Educação   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar