Política

CAXIAS DO SUL

Daniel Guerra proíbe manifestações na prefeitura em Caxias do Sul

Prefeito de Caxias do Sul e Justiça da cidade proíbem manifestações políticas no entorno da prefeitura após manifestação contrária ao despejo de centenas de famílias na cidade.

segunda-feira 28 de agosto| Edição do dia

O prefeito de Caxias do Sul quer retirar famílias que ocuparam áreas do município há mais de vinte anos por não ter onde morar, sem lhes garantir o mínimo direito a habitação previsto na Constituição.

Centenas de famílias que ocupam o bairro hoje chamado de Cinquentenário II foram notificadas de que deveriam sair de suas casas no prazo de 30 dias. O prefeito espera que morem onde?

Resultado disso foi uma manifestação nesta última terça-feira (22) que resultou em repressão da guarda municipal. Agora, mais uma vez usando o poder público como se estivesse organizando capangas para proteger sua propriedade, o prefeito ajuiza ação de interdito proibitorio despachado pelo juiz da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública, Carlos Frederico Finger.

A liminar proíbe qualquer manifestação em todo o perímetro da prefeitura. Também proíbe a permanência e aglomeração de pessoas nas dependências do prédio que impessam o andamento dos serviços, sob pena do uso da força, autorizada pelo juiz, por meio da guarda municipal para garantir a "ordem".

Esta ação é digna de um ditador que pretende governar sem o povo trabalhador, ligado a um judiciário cheio de privilégios que pouco se importa com o destino dessas famílias.

O endurecimento das leis revolta ainda mais quem todos os dias tem que sair cedo de casa para sustentar esses políticos e juízes que perversamente governam como se estivessem manipulando capangas para proteger suas propriedades, que na verdade são públicas.




Tópicos relacionados

Caxias do Sul   /    Repressão   /    Política

Comentários

Comentar