Política

DAMARES E IGREJAS DEBATEM ATAQUES A LGBTS

Damares se reúne com "ex-gays" e "psicólogos" que defendem a monstruosa “cura gay”

A Ministra de Bolsonaro se reuniu com o Movimento Ex-gays do Brasil (MEGB) e com psicólogos que pretendem legalizar a “cura gay” para debater seus planos reacionários de atacar a população LGBT e implementar suas bárbaras práticas sob o disfarce de “terapias”.

Fernando Pardal

@fepardal

quinta-feira 8 de agosto| Edição do dia

Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro, se reuniu nessa segunda-feira, 5, com dois grupos reacionários que apoiam a pauta que ela obsessivamente persegue e que tornou sua principal plataforma à frente do ministério: o ataque à população LGBT.

Um destes grupos é o Movimento Ex-gays do Brasil (MEGB), um grupo que se afirma como “a minoria das minorias” (não à toa, o mesmo termo usado há tempos pelos “psicólogos” evangélicos pró-“cura-gay”), e que alega reunir pessoas que foram “curadas” da homossexualidade e da “ideologia de gênero”. O grupo existe há três meses e se organiza por meio de redes sociais.

O outro grupo de interlocutores de Damares é bem mais antigo, ligado às Igrejas evangélicas e à famigerada “psicóloga” Rozangela Justino – que já foi punida pelo Conselho Federal de Psicologia por defender a prática da “cura gay” e já comparou a militância LGBT ao nazismo. Rozangela já foi assessora de deputado apadrinhado pelo empresário da fé Silas Malafaia. O grupo de Rozangela é o “Psicólogos em ação”, grupo evangélico que articulou uma chapa para concorrer ao Conselho Federal de Psicologia, que é lobista pela cura-gay, entre outras pautas escandalosas, como a defesa do fim da educação sexual e de gênero nas escolas e a restrição a profissionais que praticam outros tipos de terapia como psicanalistas.

Veja também: Em 1935, Freud já dizia que a homossexualidade não era “doença” e não devia ser “curada”

Nenhum dos grupos, nem o ministério de Damares, divulgaram o conteúdo da reunião. É escandaloso que o governo Bolsonaro se articule abertamente com a “tropa de choque” de sua ideologia reacionária, machista e LGBTfóbica para atacarem de forma coordenada. Querem transformar os Conselhos de Psicologia, ao lado do governo, em postos avançados para travar sua guerra reacionária contra qualquer direito democrático, legalizando práticas bárbaras como as que existem hoje nos EUA (veja aqui e também aqui).




Tópicos relacionados

Damares Alves   /    Damaris Alves   /    Governo Bolsonaro   /    Psicologia   /    Homofobia e Transfobia   /    LGBT   /    Política   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar