Política

ELEIÇÕES EUA

Da farsa à tragédia: Žižek apoia Trump

Em uma entrevista publicada ontem, o famoso filósofo e porta-voz de destaque do Left Forum, Slavoj Zizek declarou seriamente (e não apenas ironicamente, como já havia feito antes) que se fosse votar nas eleições americanas, votaria em Trump.

sexta-feira 4 de novembro| Edição do dia

Imagem da Open Democracy

Em uma entrevista com Slavoj Zizek publicada ontem, o famoso filósofo e porta-voz principal do Left Forum declarou seriamente (e não apenas ironicamente, como já havia feito antes) que se fosse votar nas eleições americanas, votaria em Trump. A vitória de Trump, apesar de sua figura ser absolutamente "nojenta", de acordo com Zizek, causaria um "grande despertar". Causaria um choque fundamental no sistema político americano e forçaria realinhamentos, a emergência de um novo fenômeno político.

Sua declaração vem logo após um histórico de declarações de direita sobre a crise dos refugiados na Europa. Poucos eleitores norte-americanos seriam possivelmente influenciados por um filósofo esloveno que se pensa, em geral, estar em meio a ultra esquerda. É urgente que essa declaração de Zizek seja repudiada e denunciada pela esquerda.

É motivada por uma atitude catastrofista, aceleracionista. Trump é um revolver carregado de balas desconhecidas pela classe dominante, o que justamente fez com que comerciantes e muitas outras camadas da elite dominante dos EUA o temessem. Arremessa-lo para dentro da Casa Branca e deixa-lo explodir irá, assim se espera, rearranjar as peças em um novo terreno mais favorável para a esquerda.

Apesar de até então haver pouco que possamos fazer para prever como as peças cairão, sabemos que para intervir em uma crise a esquerda deve se organizar, preparar-se e conquistar apoio dentre a classe trabalhadora e os oprimidos. Não podemos de maneira nenhuma endossar o racismo e o machismo repugnantes que nos dividem e enfraquecem nossas lutas. Devemos sempre nos levantar ao lado dos oprimidos, e devemos ser independentes, lutando por uma saída verdadeiramente à esquerda para a crise. Mesmo que Trump cause uma catástrofe para a classe dominante, também será uma catástrofe para nós que não tenhamos criado as bases para nossa própria intervenção. Sacrificar nossa independência aos partidos capitalistas ou até piores, endossar as alas mais racistas, não fará nada para nos preparar para as lutas e a crise que vêem adiante.




Tópicos relacionados

Marxismo   /    Política   /    Internacional

Comentários

Comentar