Internacional

[DRONE] Massivo ato da Frente de Esquerda argentina visto do ar

Imagens exclusivas do estádio de Atlanta. Milhares de militantes e independentes no histórico ato da Esquerda.

sábado 19 de novembro| Edição do dia

Imagens exclusivas do estádio de Atlanta. Milhares de militantes e independentes no histórico ato da Esquerda.

Trata-se do ato convocado pela Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT), uma frente eleitoral de independência de classe composta pelo PTS (Partido dos Trabalhadores Socialistas, organização irmã do Movimento Revolucionário de Trabahadores na Argentina), o PO (Partido Obrero) e a IS (Esquerda Socialista), organizações que reivindicam a tradição do trotskismo. A referência que se tornou a Frente de Esquerda desde 2011, e particularmente desde 2015 com a emergência de Nicolás Del Caño do PTS como a principal figura da esquerda nacional, permite que o ato do 19N seja um marco histórico para a esquerda: o ato mais importante da esquerda argentina nos últimos 30 anos que possui transcendência não apenas nacional mas mundial.

A esquerda anticapitalista, operária e socialista pode ser massiva e se tornar uma referência para a política internacional, num momento em que Donald Trump e a direita em distintos países avança sobre o fracasso dos projetos de "centro" (como o de Bernie Sanders nos EUA, o Podemos no Estado espanhol e o Syriza que ataca os trabalhadores na Grécia) e dos mal chamados "progressistas" latinoamericanos, como o kirchnerismo na Argentina, o chavismo e o petismo no Brasil.

Um grande exemplo de que a classe trabalhadora deve também fazer política, a sua política de classe, e emergir como um sujeito político independente de qualquer variante patronal ou burocrática, hegemonizando os interesses das mulheres, da juventude, dos negros, dos imigrantes e dos LGBT com um programa anticapitalista e anti-imperialista para a crise mundial.

A inserção orgânica do PTS no movimento operário argentino, assim como sua participação nas grandes lutas operárias da última década contra o kirchnerismo, a patronal e a burocracia sindical (como Zanon, Kraft, Lear e Donnelley), deu energia e vitalidade ao parlamentarismo revolucionário dos principais referentes da FIT no Congresso Nacional. Essa atuação é amplificada pela existência do diário digital La Izquierda Diario, impulsionado pelo PTS e que já alcança mais de 2 milhões de visitas mensais, uma verdadeira revolução na chegada das idéias da esquerda a setores amplos, parte da Rede Internacional em cinco idiomas e 11 países.

Para saber mais sobre o PTS na FIT, clique aqui

No Brasil, a classe trabalhadora e o povo merecem superar a tradição conciliadora do PT e construir uma esquerda à altura de sua missão histórica, de destruir o poder burguês. Assim se orienta o MRT e o Esquerda Diário, junto às agrupações classistas no movimento dos trabalhadores, das mulheres e da juventude em que estamos. O exemplo da FIT precisa ser conhecido e estudado amplamente pela esquerda brasileira. Faremos a cobertura completa deste evento histórico no Esquerda Diário, mostrando cada detalhe deste ato histórico de Atlanta.




Tópicos relacionados

Nicolás del Caño    /    Myriam Bregman   /    Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT)   /    PTS na FIT   /    Internacional

Comentários

Comentar