Gênero e sexualidade

51 ANOS DE STONEWALL

[DOSSIÊ] O mês do Orgulho em Tempos de Pandemia

Neste 28 de Junho de 2020 completamos 51 anos da Revolta de Stonewall, um marco fundacional da luta pela libertação sexual e de gênero quando mulheres negras, latinas e transsexuais levantaram a cabeça e os punhos e lideraram dias e noites de Revolta contra a polícia de Nova Iorque e contra toda forma de repressão e discriminação, ecoando seu grito por todo o mundo afora. Este aniversário de Stonewall está marcado por uma pandemia global que já matou quase 500 mil pessoas no mundo e pela fúria negra norte americana que ecoou pelo mundo a fora, tendo manifestações em diversos países, inclusive no Brasil.

domingo 28 de junho| Edição do dia

É neste contexto que lançamos este novo Dossiê de 51 anos de Stonewall, com 4 textos inéditos e especiais para o dia de hoje no Ideas de Esquerda: Revolução sexual na Rússia soviética: a diversidade que Stálin proibiu, LGBTs negros: a relação entre a polícia, trabalho precário e a educação, No Brasil de Bolsonaro, não temos nada a perder: Lutemos por uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana e Repressão sexual, identidades e a luta pela liberação sexual: 51 anos de Stonewall!

Além de publicarmos uma ótima copilação de sugestões de leitura LGBT.

Todas as Arte para imagens dos textos foram feitos por Taciana Garcia.

Também publicamos neste dia um vídeo internacionalista de diversas organizações socialistas e revolucionárias que impulsionam a rede internacional de diários La Izquierda Diario para dizer no mundo inteiro que StoneWall foi uma revolta:

Mas também mantivemos uma forte colaboração internacional da rede La Izquierda Diário, e por isso traduzimos de nossos jornais irmãos, Left Voice e La Izquierda Diário, diversos artigos entre eles, 51 anos de Stonewall:É possível uma sociedade igualitária hoje?, Marsha P. Jhonson e o Black Trans Lives Matter, Trans, lésbica e negra: a nova cara de Calvin Klein que chama #BlackLivesMatter , EUA: Mais de 15.000 pessoas se reúnem no Brooklyn para declarar que #BlackTransLivesMatter, e Artigo inédito dos 70´s: “O potencial revolucionário das demandas de liberação sexual”.

Além destes textos, saiu um episódio novo do Podcast Feminismo e Marxismo especialíssimo sobre a Revolta de Stonewall, não deixe de ouvir aqui.

A nossa camarada do Quilombo Vermelho, Letícia Parks gravou um vídeo excelente contando a história da mãe travesti, Marsha P. Jhonson

Nossa companheira Marie Raisner do Rio Grande do Norte participou de uma LIVE convocada pelos companheiros do PSTU que achamos que foi uma importante iniciativa de reunir a esquerda socialista para poder refletir a luta LGBT nos dias de hoje.

E através do centro acadêmico da Letras e da Pedagogia da USP ontem aconteceu uma LIVE sobre Os desafios da luta pela libertação sexual e de gênero no Governo Bolsonaro.

Recomendamos o Dossiê de 50 anos que fizemos ano passado, com uma enorme copilação de artigos sobre o pós modernismo, os desafios da cooptação, a memória combativa de StoneWall entre outras tantos debates.

Elaboramos esse dossiê para aprofundar a discussão sobre a liberdade sexual no Brasil e no mundo, diante do contexto histórico que vivemos que somemos nossas lutas com os negros, as mulheres e todos os setores oprimidos, com toda a classe trabalhadora que segue dia a dia arduamente pagando pela crise capitalista. Para juntos gritamos fora Bolsonaro, Mourão e os militares e batalharmos por um movimento LGBT classista e anticapitalista.




Tópicos relacionados

51 anos de StoneWall   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar