Gênero e sexualidade

25 DE NOVEMBRO

DOSSIÊ ESPECIAL Dia Internacional de combate à violência contra as mulheres

sexta-feira 25 de novembro| Edição do dia

Para fortalecer a luta das mulheres, neste dia 25 de novembro, o Esquerda Diário preparou um Dossiê escrito por estudantes, jovens e trabalhadoras do Pão e Rosas relacionando a luta por #NemUmaMenos contra o feminicidio, os ataques do governo golpista contra as mulheres e a necessidade de uma estratégia revolucionária para supera os limites do PT para arrancar nossos direitos. Veja abaixo todos os artigos do Dossiê e também demais elaborações nacionais e internacionais sobre a luta das mulheres.

- A classe trabalhadora brasileira também precisa dizer “nem uma menos”, de Diana Assunção

- Basta de feminicídios no Brasil: organizar as mulheres por nem uma a menos!, de Tassia Arcenio

- Lutar contra a violência às mulheres é lutar também pela legalização do aborto, de Iaci Maria

- Nos queremos vivas e organizadas: Por uma Plano de Emergência por Nem Uma a Menos, de Virgínia Guitzel

- A PEC do Fim do mundo e a luta pelo fim da violência contra a mulher, Por Flavia Valle e Carolina Cacau

- Trabalhadora da USP fala da luta contra a violência às mulheres, de Elenica Rocha, trabalhadora do bandeijão da USP

- O parto natural, as casas de parto e a defesa do SUS, de Gilson Dantas e Marilia Rocha

- Todos contra a violência machista, de Andrea D’Atri

- Sejamos milhares nas ruas para enfrentar a violência às mulheres, de Diana Assunção

- Comissões de Mulheres: Laboratórios de Emancipação, de Celeste Murillo

- Folha de SP sobre Myriam Bregman do PTS: Deputada argentina propõe plano contra violência de gênero, de Fabricio Pena

- Há 10 anos da Lei Maria da Penha, o que mudou para as mulheres no Brasil?, de Iaci Maria

- Carta do irmão de Lucía: "É preciso ter força e sair às ruas", de Matían Pérez

- 4 medidas para um Plano de Emergência contra o transfeminicidio e a violência LGBTfobica, de Virgínia Guitzel

- Não à cultura do estupro: governo, justiça, igrejas e mídia são responsáveis, de Diana Assunção

- Carta Aberta à Leelah Alcorn, de Virgínia Guitzel

- Quando dizemos: “Nem uma menos”, de Laura Vilches

- Lei do feminicídio: avanços e limites, de Rita Frau




Tópicos relacionados

25nov2016   /    Violência contra a Mulher   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar