Cultura

REPRESSÃO À CULTURA

DENÚNCIA: Guarda Municipal de Felicio Ramuth despeja sem mandato grupo Velhos Novatus em meio a pandemia

Nesta segunda-feira (18), recebemos uma denúncia de que a guarda municipal de São José dos Campos despejou sem mandato o grupo de teatro Velhos Novatus de m prédio da estação ferroviária que havia sido ao Estado pelo governo federal. Já não bastasse o Ministério da Cultura estar nas mãos de Regina Duarte que ri dos mortos da Didatura e faz piada sobre os mortos da Covid-19, esse despejo em meio a Pandemia sem a possibilidade do artistas sequer recuperarem seus pertences é mais uma demonstração do ódio a cultura que têm os governos capitalistas, como o Felicio Ramuth, prefeito de São José dos Campos.

segunda-feira 18 de maio| Edição do dia

Vivemos tempos sombrios para a cultura no Brasil. Recentemente, Flávio Migliaccio, pioneiro do Teatro de Arena, se suicida aos 85 anos comovendo milhares de artistas e admiradores de sua arte. Não se trata de um caso isolado, mas uma expressão alarmante das repressões a cultura que a extrema-direita vem promovendo. Há poucos anos atrás começou-se a proibir diversas peças teatrais em nome dos "valores morais", chegando em casos de inclusive acusar artistas de "incentivo a pedofilia" por peças que continham nudez.

Como parte de enfrentar a extrema-direita que mostra a cara mais podre do sistema capitalista, que só valoriza a cultura se ela for altamente lucrativa e reprodutora de seus valores, reproduzimos abaixo o relato dos artistas publicado nas redes sociais e nos somamos ao enorme repúdio do despejo dos artistas de São José dos Campos.

TRUCULÊNCIA DA PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

O momento é (ou deveria ser) de repensar ações. Em meio à pandemia, temos a (rara) oportunidade de pensar que modelo de sociedade queremos deixar para as gerações que ainda virão, repensar valores que são essenciais para nossa sobrevivência. Mas (infelizmente) nem todos estão olhando para o mesmo lado. O Poder Público (municipal, estadual e federal), salvo algumas exceções, tem agido na contramão da história, em conformidade (e conluio) com uma elite burguesa burra, retrógrada e oportunista. São José dos Campos é o retrato fiel dessa elite atrasada, colonialista (e mais uma vez, burra). Esse pensamento dominante é o mesmo que entende que cultura não é necessária, que deve seguir regras de mercado. Isso é burrice, é pensamento atrasado. O que temos na gestão municipal e na Câmara dos Vereadores hoje é o retrato deslavado disso. Em meio à uma pandemia, bancos recebem auxílio financeiro, mas a cultura é execrada a cada dia, taxada com impropérios, os mais deslavados. Cultura é dever de estado, porque é parte (essencial) da identidade de um povo. Assim como a Educação. Cultura é dever de estado, porque é ativo estratégico (assim como a tecnologia). Mas nada disso importa mais, com as políticas fascistas que estão se impondo dia após dia. Em São José dos Campos, inclusive. Onde se gasta o absurdo de 61 milhões numa ponte absolutamente desnecessária (sabemos que há problemas de infraestrutura bem maiores do que o propósito dessa ponte) mas a Prefeitura - e a Fundação Cultural Cassiano Ricardo - tem a incapacidade de pensar a Cultura de forma estratégica nesse momento de pandemia e isolamento social.

O Grupo Velhus Novatus tem uma história de quase 30 anos de atividades culturais na nossa cidade. Ocupavam - já a algum tempo - uma área federal (que estava abandonada) e promoveram nesse tempo de ocupação melhorias no espaço público. Não merecem ser desalojados em meio a essa crise pandêmica em que estamos. Não é dessa forma (covarde) que se resolvem questões públicas. Mas... os interesses financeiros falam mais alto (sempre). Quando uma prefeitura entra com uma ação num imóvel federal, alguma coisa de muito errada tem aí.
Precisamos repensar ações propositivas como apoio a espaços e grupos culturais e políticas públicas para a área de cultura e não ações policiais!!!

São José é a CAPITAL DA CULTURA?!?
Com a truculência da polícia e o descaso da Prefeitura e da Fundação Cultural Cassiano Ricardo é que vamos manter esse titulo?

Lamentável. Retrocesso.




Tópicos relacionados

cultura   /    Repressão   /    Cultura

Comentários

Comentar