Gênero e sexualidade

CURA GAY

Cuspindo ódio, vereador de Campinas diz que gays são doentes e comemora a "cura gay"

Campos Filho, vereador da cidade de Campinas pelo DEM, sem a menos papa na língua, expôs a fonte de todo seu ódio aos LGBTs: "gays são uma enfermidade".

quinta-feira 21 de setembro| Edição do dia

Na sessão de ontem, 20, da Câmara de Campinas, o vereador Campos Filho (DEM), usou a tribuna para elogiar o juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara do Distrito Federal, que concedeu uma liminar que, na prática, torna legalmente possível que psicólogos ofereçam terapias de reversão sexual, revivendo a cartilha reacionária e homofóbica da "cura gay".

“Homossexualidade é enfermidade”, disse o vereador de forma categórica do alto da tribuna. Um ódio categoricamente exposto sem o menor ressentimento de um vereador que propôs em 2015 uma proposta de emenda que proibiria o debate de gênero e sexualidade nas escolas. “Essas pessoas [os "homoafetivos"] estão doentes, mas a noticia boa é que agora elas podem ser tratadas”, acrescentou.

Campos foi elogiado pelo colega Filipe Marchesi (PR). “Parabéns pela defesa que o senhor faz da família”, disse. O vereador Zé Carlos Silva (PSB) disse que respeita liberdades individuais, mas fez uma ressalva. “Dois homens não constituem família”, disse.

Veja o vídeo da sua declaração, se houver estômago para tamanho absurdo.

Danilo Magrão, professor da rede pública da cidade e militante do Nossa Classe - Educação, declarou ao Esquerda Diário: "É altamente repugnante que na Câmara de Vereadores da cidade de Campinas tenhamos um vereador como Campos Filho. Seu discurso, que compara homossexualidade a um "pé quebrado", que revela todo o caráter reacionário e de profundo ódio aos setores LGBTs. Ele, que quis calar o debate de gênero e sexualidade nas escolas por duas vezes, uma com a sua emenda da opressão em 2015, e agora em 2017, quando defendeu o Escola sem Partido do Tenente Santini, demonstrou não ter o menor pudor em fazer o mesmo discurso que leva LGBTs a serem assassinados todos os dias na cidade, sendo o Brasil um dos paises com maior índice de assassinatos de LGBTs do mundo. Só tenho a declarar meu profundo ódio à fala desse vereador, que representa o que há de mais violento e doentio do mundo capitalista em que vivemos. Defendo a revogação imediata da liminar, por isso reforço o chamado para a manifestação que ocorrerá amanhã, sexta-feira, às 17h30 no Largo do Rosário, contra essa liminar, pela despatologização dos LGBTs e em completo repúdio ao vereador Campos Filho."




Tópicos relacionados

Danilo Magrão #VozAnticapitalistaCampinas   /    LGBT   /    Campinas   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar