Política

RIO DE JANEIRO

Crivella usa viagem oficial para passear com neto na Holanda

Juan Dias

RIO DE JANEIRO

quarta-feira 14 de junho| Edição do dia

Em mais um caso onde se expressa como Crivella enxerga o próprio cargo na prefeitura como balcão para impulsionar seus próprios negócios, os da igreja universal, e encher de privilégios a própria família, Crivella levou o neto para passear pela Europa em viagem oficial como prefeito.

Como já noticiamos aqui no Esquerda Diário, não é a primeira vez que o atual prefeito da cidade do Rio de Janeiro utiliza o cargo para satisfazer os seus próprios interesses e os dos seus aliados. Denunciamos aqui o nepotismo do Bispo-Prefeito quando nomeou o próprio filho Marcelo Hodge Crivella para secretário da Casa Civilou depois de afastado do cargo pelo STF continuou recebendo o absurdo salário de R$15mil. Denunciamos também quando o prefeito disponibilizou um caminhão da Comlurb para prestar serviços diretamente para a Igreja Universal e inclusive quando o prefeito Marcelo Crivella cuidou muito bem dos seus aliados nos cargos de assessores da Prefeitura outorgando os privilegiados super-salários de até R$33mil aos seus cargos de confiança.

Atualmente, o prefeito encontra-se na Europa em viagem oficial para assistir o Velo-City, evento global sobre uso de bicicletas. Além disto Crivella aproveitou a viagem para estreitar relações com empresas estrangeiras para fechar parcerias público privadas (PPP) entregando áreas da cidade para a iniciativa privada lucrar.

A viagem custou aos cofres públicos aproximadamente R$ 40mil e além de assistir a conferencia sobre bicicletas, Crivella foi na Europa para fazer negócios com dinheiro público e com as riquezas da cidade. Estabelecendo relações com empresas para oferecer Parcerias Público Privadas na região da Central do Brasil ao tempo que pretende entregar a administração do porto para concessionárias da área privada.

Recentemente o prefeito Crivella fez um pedido ao governo federal e à União para municipalizar a administração do porto da cidade. O programa eleitoral e a gestão do prefeito até agora parecem indicar que o pedido de municipalização do porto do Rio de Janeiro muito provavelmente virá junto de uma Parceria Público Privada para administrar a atividade portuária.




Tópicos relacionados

Marcelo Crivella   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar