Política

ELEIÇÕES 2016 RIO

Crivella é condenado pelo TRE a conceder direito de resposta a Freixo

O TRE do Rio concedeu nessa terça-feira, 25, direito de resposta a Marcelo Freixo em decorrência de uma propaganda veiculada pela campanha de Crivella na qual fala que conselheiro de Freixo não permitia repressão ao tráfico quando era Secretário de Segurança Pública.

terça-feira 25 de outubro| Edição do dia

A inserção televisiva de Crivella afirma que Luiz Eduardo Soares, ex-secretário de Segurança Pública na gestão de Garotinho, proibiu a polícia de combater o tráfico de drogas, e que ele é o principal conselheiro de Freixo na questão da segurança.

Finalizando, a propaganda diz que "com eles os bandidos vão voltar a mandar".

Soares, acusado na propaganda de Crivella, é antropólogo, e além de ter ocupado a Secretaria de Garotinho, foi também da Secretaria Nacional de Segurança Pública durante o governo Lula. Ele também é co-autor dos livros que inspiraram os filmes "Tropa de Elite", o "Elite da Tropa" e "Elite da Tropa 2". Foi fundador do partido de Marina Silva, a Rede, e participou da elaboração de seu programa de segurança nas eleições de 2010. Deixou o partido em 2016 e faz parte da equipe de conselheiros de Freixo, sendo uma possibilidade nos cargos de primeiro escalão em uma futura gestão do candidato do PSOL.

Sobre a propaganda de Crivella, o juiz Marcello Rubioli afirmou que "É uma propaganda difamatória. É direto do candidato fazer crítica, mas não pode atacar a honra de ninguém", e determinou a suspensão da propaganda, além de conceder um minuto da propaganda eleitoral de Crivella para que Freixo responda.




Tópicos relacionados

Eleições Rio de Janeiro   /    Eleições 2016   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar