Política

CORONAVÍRUS

Crivella amplia as bizarrices: banhistas vão reservar espaço na areia por aplicativo

Depois de permitir o banho de mar, mas não a permanência nas areias, o prefeito carioca anunciou que vai demarcar espaços nas praias e que banhistas poderão fazer reservas.

segunda-feira 10 de agosto| Edição do dia

Na manhã desta segunda-feira (10/08), Marcelo Crivella anunciou que, como parte do processo de reabertura do Rio de Janeiro, a Prefeitura irá demarcar espaços na areia das praias da cidade, e que as pessoas poderão reservar por meio de um aplicativo para poder utilizar. Atualmente, o banho de mar é liberado, bem como o trabalho de vendedores ambulantes, mas a permanência de banhistas nas areias é proibida, de modo que a prefeitura espera que as pessoas voem do calçadão até o mar, e que os ambulantes vendam seus produtos apenas para pessoas que estão irregularmente paradas na faixa de areia.

Crivella não garantiu testes massivos nem os recursos suficientes para o combate à pandemia no município, como ficou demonstrado no caso do Hospital Municipal Ronaldo Gazzola, em Acari, na Zona Norte da cidade, onde pacientes morreram por falta de sedativos para serem entubados e também pois houve uma queda de luz, os geradores não funcionaram e os respiradores estavam sem bateria. Além disso, não há nem sequer filtros de proteção que permitam o uso de uma bolsa de ar, chamada “ambu”, na falta de respiradores.

O assunto chegou aos Trending Topics do Twitter, onde usuários ironizaram e demonstraram indignação com mais esta medida absurda e sem sentido da Prefeitura de Marcelo Crivella, que não empreendeu um combate de verdade à Covid-19 e agora toma medidas para tentar fazer parecer que faz algo.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Marcelo Crivella   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar