CORTE DE VERBA NAS FEDERAIS

Corte de verbas de Bolsonaro pode provocar quase fechamento da UFF-Campos

Com o corte anunciado de 30% das verbas para as Universidades Federais campus externos e menores das universidades devem ser os mais afetados.

sexta-feira 3 de maio| Edição do dia

A Universidade Federal Fluminense(UFF) no seu campus da cidade de Campos dos Goytacazes no interior do Rio de Janeiro, vem passando por graves problemas financeiros. Mesmo antes dos cortes anunciados por Bolsonaro a instituição já passava por problemas e tinha suas aulas alocadas em estruturas móveis e alugadas, como containers. Com o agravamento dos problemas financeiros a instituição não conseguiu quitar os pagamentos com a empresa locadora de containers, não renovando o contrato.

Segundo o portal Ururau reuniram-se em caráter de urgência no campus os setores da comunidade acadêmica buscando soluções. UENF (Universidade Estadual do Norte Fluminense) e IFF (Instituto Federal Fluminense) se solidarizam com a situação da UFF- Campos e propuseram parte de sua estrutura para a alocação dos afetados pela falta de espaço na UFF.

A estrutura já precarizada, junto com um possível fechamento de um campus da UFF é o reflexo de diversos ataques que a universidade vem sofrendo unido com o antigo projeto petista desorganizado de construção de universidades públicas. Desde a aprovação da EC 95, o orçamento de educação vem sendo cortado a serviço da dívida pública, que é um mecanismo de saqueio imperialista aos países semi coloniais como o Brasil. Além disso, o orçamento da UFF para este ano, que já passa por cortes em trabalhos de campo e atraso de salário de terceirizados, têm tendência de fechar em um negativo de 81 milhões de reais, sem contar os cortes recentes do MEC de 30% dos orçamentos às universidades e institutos federais.

A Juventude Faísca que é uma das impulsionadoras do Esquerda Diário, se solidariza com os estudantes e trabalhadores da UFF-Campos e faz um chamado por uma campanha massiva à todos C.A’s, D.A’s e DCE’s do não pagamento da dívida pública e que seus recursos sejam direcionados à saúde e educação.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Universidade Federal Fluminense    /    Educação   /    Universidades Federais   /    Universidade

Comentários

Comentar