Sociedade

INCÊNDIO

Corajosa professora salva alunos em incêndio causado por vigia

Em discurso emocionado a mãe da professora, dona Valda Terezinha de Abreu, 66, na tarde de quinta (5) com sua filha no hospital: “Minha menina salvou tanto anjo, não é possível que os anjos não vêm salvar ela”.

sexta-feira 6 de outubro| Edição do dia

Helley Batista, Professora da creche que lutou contra o vigia para salvar as crianças

Durante o incêndio na creche Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba-MG, a professora Helley de Abreu Silva Batista, de 43 anos, tirava pela janela as crianças enquanto tentava abafar o fogo em seu próprio corpo, o vigia havia trancado a porta. Helley salvou muitos alunos, porém se feriu gravemente com queimaduras.

Precipitadamente, na tarde do mesmo dia da tragédia, o Corpo de Bombeiros chegou a confirmar o óbito da professora que ainda estava viva, por isso recuaram na confirmação. Heley foi levada para o Hospital Regional de Janaúba onde resistiu corajosamente até a noite do mesmo dia falecendo com queimaduras em 90% do corpo.


Dentro da creche após o incêndio

A polícia confirmou que o segurança Damião Soares dos Santos, 50, foi o único causador do incêndio. Nas investigações, parentes disseram que Damião planejava se matar, além disso foi apurado que ele tinha problemas psicológicos e era obcecado por crianças, passava por tratamento psiquiátrico desde 2014, foi registrado que ele tinha “mania de perseguição”. O vigia havia premeditado o ataque, chegando na escola com um galão de álcool dentro da mochila, ele jogou o líquido e com fósforo ateou fogo em uma funcionária na cozinha, em seguida Damião foi em duas salas que estavam em atividade e ateou fogo nele mesmo e nas crianças. O segurança morreu horas depois.

Corajosamente Helley lutou corporalmente com o vigia e salvou várias crianças, porém o fogo se espalhou pelas salas rapidamente, além da professora, 7 crianças não resistiram às queimaduras. Além das mortes, 39 alunos e 4 adultos apresentaram ferimentos pelo incêndio criminoso.

O acontecimento emocionou muitos parentes e conhecidos que ao saberem do ocorrido foram para creche prestar socorros (veja o vídeo). Hoje muitas pessoas da cidade foram prestar solidariedade às vítimas da tragédia. Helley Batista era uma professora apaixonada pela profissão e querida pelos alunos e colegas de trabalho, seu ato de muita coragem comoveu, além dos mais próximos, muitos moradores de Janaúba.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar