Política

ELEIÇÕES 2018

Coordenador de campanha de Bolsonaro confessou Caixa 2 há um ano

quarta-feira 26 de setembro| Edição do dia

FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Onyx Lorenzoni é coordenador da campanha campanha de Bolsonaro, representa ele no Congresso, foi relator das 10 medidas contra a corrupção. Mas não para por aí, além de tudo isso, também praticou Caixa 2 e confessou a prática no ano passado. Veja o vídeo, pelas próprias palavras do coordenador de campanha de Bolsonaro:

No vídeo, Onyx confessa que recebeu R$ 100 mil da JBS e não declarou.

O dinheiro referido são 100 mil da JBS, recebido nas eleições de 2014, e afirma que o presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne, Antônio Jorge Camardelli, apenas lhe entregou a mala com dinheiro e não deveria ser culpado, pois apenas fez o favor de transportar a quantia. Noticiamos este fato no Esquerda Diário na época.

Na entrevista, o repórter do Congresso em Foco perguntou para Onyx porque ele teria esperado até a bomba explodir com a delação da JBS para confessar o crime. Onyx tem a coragem de dizer que ficou incomodado e este incômodo o fez “melhorar” o projeto de 10 medidas contra a corrupção, da qual foi relator!

Acredite quem quiser na cara de pau dos defensores da Lava Jato, do combate à corrupção, do autoritarismo do judiciário que prendeu Lula e manteve a dezenas de políticos corruptos soltos por aí para fazerem o que bem entendessem atacando os trabalhadores.

O suposto “combate à corrupção” está servindo para angariar votos para muitos políticos corruptos, além de ter servido para o judiciário decidir em quem o povo poderia votar ou não no caso de Lula. O caso de Bolsonaro não é diferente, já que em sua campanha tem nada menos do que um político que confessou ter feito Caixa 2.

Leia mais: Querem usar o movimento de mulheres para encobrir a conciliação do PT com golpistas, e não pra enfrentar a extrema-direita




Tópicos relacionados

JBS   /    Eleições 2018   /    Bolsonaro   /    Corrupção   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar