Cultura

ABC PAULISTA

Contribua com As Minas do Fundão do ABC

Katiara

Integrante do coletivo Kilombagem, do grupo de rap Clã dos Incardidus e da banca As Minas do Fundão do ABC

quinta-feira 24 de agosto| Edição do dia

Nós vivemos numa sociedade patriarcal e portanto é negligente em relação a luta e resistência das mulheres que contribuíram em diferentes áreas da vida na luta por direitos e em experiências revolucionárias desde a escravidão, posteriormente à abolição, na luta contra a ditadura, na luta contra o machismo e na luta pela sobrevivência.

Nesse sentido a música "resistência" gravada por 7 mulheres pobres, trabalhadoras, periféricas, passa a mensagem acerca de vivências e impressões sobre o que é resistir nessa sociedade que além de machista é racista e também extremamente desigual.

Atuamos com o rap independente; aquele no qual MC ou rapper não depende de empresa, gravadora, financiamento público ou privado etc é literalmente nós por nós, que vai desde à composição a forma de divulgação. Pra realizar o lançamento da faixa "resistência" iremos gravar um vídeo clipe pra que seja lançado com o audiovisual. Pra gravação do clipe sair estamos numa campanha de arrecadação de grana que vai rolar até outubro, pra custear os gastos da produção, que se propôs a fazer o trabalho voluntariamente mas pra fortalecer o corre da produtora optamos em remunera-la contando com a solidariedade das pessoas que acreditam no hip Hop e no rap independente como ferramenta de denúncia e de valorização da cultura das ruas e do rap combativo (nosso sociólogo) que nos forma a partir da visão passada nas letras.

Agradecemos pelo espaço de divulgação da campanha e seguimos acreditando na autonomia e no fortalecimento das mulheres, principalmente as mulheres negras por sofrerem todas as mazelas sociais e que elas estejam representadas em nossos versos e no clipe pois é a mulher negra o maior símbolo de resistência desse país genocida. Sem a luta das que nos antecederam não seria possível nos expressar livremente e será dedicado à todas as guerreiras a realização deste trabalho.

Tamojunto!

Clique aqui para ajudar na vakinha.

Confira também o evento no facebook.




Tópicos relacionados

ABC paulista   /    Cultura   /    Negr@s

Comentários

Comentar