Mundo Operário

DENÚNCIA

Contax Porto Alegre: tumulto na votação do ACT e manobras da empresa

Denúncia interna da Contax, com audio de operador contando a situação, sobre a votação do Acordo Coletivo e a paralisia do sindicato.

sexta-feira 9 de dezembro de 2016| Edição do dia

Na empresa de call center Contax, em seu site de Porto Alegre (Navegantes), estava marcado para hoje a votação sobre o Acordo Coletivo aberto desde maio. Depois de mais de 11 reuniões com a empresa o sindicato SINTTEL/CUT decidiu finalmente consultar a categoria sobre a proposta acordada a portas fechadas com a patronal.

O resultado foi que não ocorreu votação. O sindicato alega que empresa havia apresentado uma proposta unificada, para os sites Navegantes, em Porto Alegre e Paraíba, na cidade de João Pessoa. Porém, em cima da hora alterou a proposta para o estado da Paraíba, reduzindo ainda mais o acordado. Outros relatos dizem que o Sinttel-RS assinou a proposta e depois repassou ao Sinttel-PB, que não aceitou o acordo firmado pelos sindicalistas gaúchos. Não tive acesso a ata da reunião, que provaria a versão verdadeira, mas o desfecho foi que os velhos sincalistas da burocracia cutista não levaram as urnas para a empresa.

Os principais pontos da proposta para o site Navegantes eram 9,8% de aumento para os que ganham acima do salário mínimo nacional (setores que não são do atendimento N1 da central) com retroativo desde maio e 47 centavos de aumento no vale alimentação (vale fome) sem retroativo. Uma proposta muito abaixo da inflação, dado que pelo menos metade do site, que conta com cerca de 1300 trabalhadores, ganham o mínimo nacional que não cobre nem as necessidades mais básicas de uma pequena família.

A empresa jogou boa parte do trabalhadores que queriam o reajuste contra o sindicato. Muitos trabalhadores indignados com o caso partiram pra cima com muito ódio. Podia-se ver vários supervisores, coordenadores e até mesmo o gerente do site gritando contra os sindicalistas, acusando-os de antidemocráticos. Dizendo "gastamos 70 mil em viagem e estadia para as negociações e agora isso". Porém, nenhuma palavra sobre o motivo de rebaixar a proposta para Paraíba as escuras ou mesmo o motivo de não pagarem o retroativo do vale fome.

A empresa que quer sair como boazinha, omitiu muita coisa. Como no ano passado, não pautou no ACT a PLR. Após umas 3 horas de gritos e xingamentos, sem acordo entre empresa e sindicato de manter a mesma proposta para ambos sites, foi finalizado o evento.

Enquanto o SINTTEL/CUT negocia qualquer coisa com a empresa, não podemos nem opinar sobre o que, ou quem, levar para a mesa de negociação. Deixam a opinião da categoria em segundo plano, utilizando ela para seus interesses. Enquanto isso, a patronal e o governo avança paulatinamente sobre nossos direitos.




Tópicos relacionados

Call Center   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar