Sociedade

CAPITALISMO CAUSA DESASTRE AMBIENTAL

Contaminada por chumbo, Bacarena é mais uma vítima da ganância capitalista destruidora

Bacarena no Pará, é mais uma cidade que pede socorro por vazamentos de metais nocivos por descaso e desrespeito, ao meio ambiente e ao povo nativo.

segunda-feira 5 de março| Edição do dia

Foto: Igor Brandão/Agência Brasil

E mais uma vez o relaxamento de órgãos não competentes dos governos, a ganância de empresários e políticos pouco interessados em fazer aquilo que se deve, como fiscalizar, proteger e preservar as vidas de seus representados, de onde vivem e do meio ambiente, mostram quem é que manda no meio ambiente, o capitalismo esfomeado e sujo.Em Bacarena, cidade no nordeste do Pará e marcada por acidentes ambientais constantes de empresas que processam metais pesados e que geram resíduos e rejeitos que contêm elementos tóxicos como chumbo, mercúrio e alumínio.

As fortes chuvas na região, há cerca de duas semanas e que causaram transbordamentos e vazamentos de rejeitos em uma das empresas desse polo industrial poluente e que contaminou rios na região, em um igarapé por exemplo, pesquisadores do Instituto Evandro Chagas mostraram que há contaminação de chumbo e alumínio em níveis acima do normal nas águas da região e cerca de 1.600 famílias que são vizinhas destas industrias poluentes, onde as crianças costumavam brincar na água, aparentemente limpa, em dias de chuvas fortes e como aconteceu no dia do vazamento, cerca de 15 dias atrás e que um riacho transbordou, a água contaminada invadiu poços das casas das famílias vizinhas ao polo industrial.

Desde 2012 pesquisadores da Universidade Federal do Pará alertam sobre o fato, na época analisaram poços artesianos de 26 comunidades e em 24 delas constataram altas concentrações de chumbo, um metal nocivo à saúde e que atualmente, em testes feitos pela Universidade comprovaram que moradores estão, além de expostos, estão contaminados pelo chumbo.

Já não é de hoje que esse crime ambiental ocorre e de 2015 até ano passado, pesquisadores fizeram coletas de fios de cabelos de cerca de 90 pessoas de 15 comunidades ribeirinhas e constataram que há presença de chumbo nos fios de cabelos coletados, cerca de 80% destas pessoas apresentam concentrações maiores do metal no cabelo, mostrando que as pessoas foram expostas e como infelizmente não há na legislação uma quantidade tolerável de chumbo no cabelo, pessoas correm riscos de aumento da possibilidade da incidência de câncer, disfunções do sistema nervoso central, além de outros problemas.

Nos organismos aquáticos, a ação tóxica dos metais, pode causar sérios danos, causar mortes de espécies, ou a bioacumulação, que potencializa o efeito nocivo das substâncias através das cadeias alimentares, colocando em sério risco as vidas de animais que não estão ligados diretamente ao problema, pessoas em locais distantes desses vazamentos também correm riscos, pois a água dos rios é corrente.

Se não houver política séria e ações de combate a esse tipo de crime, não só meio ambiente, mas o povo e todos trabalhadores dessas regiões correm sério risco de desaparecerem e adoecerem seriamente.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Meio Ambiente   /    Política

Comentários

Comentar