ATAQUE AOS SERVIDORES

Como votou cada vereador de Porto Alegre sobre o parcelamento de salários dos servidores

Na última segunda (06), os vereadores de Porto Alegre derrubaram um projeto aprovado no ano passado que proibia a prefeitura de parcelar salários. O projeto foi vetado integralmente pelo prefeito Marchezan (PSDB) e a Câmara aprovou o veto em votação apertada, 17 contra 16 votos.

terça-feira 7 de março de 2017| Edição do dia

Foto: Leonardo Contursi / Câmara Municipal de Porto Alegre

Após caloroso debate, a Câmara de vereadores de Porto Alegre aceitou o veto do prefeito ao projeto que proibia o parcelamento de salários. O projeto, de autoria da vereadora Fernanda Melchionna (PSOL), havia sido aprovado na Câmara em dezembro do ano passado. Agora, o prefeito Marchezan pode executar seus planos de atacar o direito mais básico dos trabalhadores de receber seu salário em dia.

A votação foi bastante apertada e demonstra mais uma vez que Marchezan não tem ampla maioria na Câmara e que não será tão simples para o tucano passar seus planos de arrocho, privatização e outros ataques aos serviços públicos e aos trabalhadores. Da mesma forma, as galerias da Câmara lotadas e agitadas demonstram que os trabalhadores do serviço público estão dispostos a travar um duro combate contra os ataques da prefeitura.

Na votação o "Sim" correspondia ao apoio ao projeto, contra o veto do prefeito, e contra o parcelamento de salários dos servidores. O "Não", contra o projeto, apoio ao veto e ao parcelamento dos servidores. Veja como votou cada vereador:

Parlamentar...................Partido.................Voto
Adeli Sell...........................PT.........................Sim
Airto Ferronato.................PSB........................Sim
Aldacir Oliboni..................PT.........................Sim
Alvoni Medina...................PRB.......................Não
André Carús......................PMDB....................Sim
Cassiá Carpes....................PP........................Não
Cassio Trogildo ..................PTB......................Não
Cláudio Conceição..............DEM.....................Não votou
Clàudio Janta......................SD........................Não
Comandante Nádia.............PMDB...................Não
Dr. Goulart.........................PTB......................Não
Dr. Thiago..........................DEM.....................Sim
Felipe Camozzato...............NOVO..................Não
Fernanda Melchionna..........PSOL...................Sim
Idenir Cecchim....................PMDB..................Sim
João Bosco Vaz....................PDT....................Ausente
João Carlos Nedel................PP.......................Não
José Freitas.........................PRB.....................Não
Luciano Marcantônio ...........PTB.....................Não
Marcelo Sgarbossa..............PT........................Sim
Márcio Bins Ely....................PDT.....................Ausente
Matheus Ayres....................PP........................Não
Mauro Pinheiro....................REDE...................Não
Mauro Zacher......................PDT.....................Sim
Mendes Ribeiro...................PMDB...................Não
Moisés Maluco do Bem........PSDB....................Não
Mônica Leal.........................PP........................Não
Paulinho Motorista..............PSB.......................Sim
Paulo Brum..........................PTB......................Não
Prof. Alex Fraga...................PSOL....................Sim
Professor Wambert..............PROS....................Sim
Roberto Robaina.................PSOL.....................Sim
Rodrigo Maroni ...................PR........................Sim
Sofia Cavedon.....................PT........................Sim
Tarciso Flecha Negra...........PSD......................Sim
Valter Nagelstein.................PMDB...................Não




Tópicos relacionados

Marchezan   /    Porto Alegre   /    Crise gaúcha   /    PSOL

Comentários

Comentar