Política

PORTO ALEGRE

Com salário milionário, Melo declara pobreza para fugir de dívida com a Receita Federal

O candidato a prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), de maneira absurda e mentirosa, declarou uma suposta situação de pobreza para fugir de uma dívida de Imposto de Renda. Somente o seu salário de deputado estadual já soma 25,3 mil reais.

sábado 28 de novembro de 2020| Edição do dia

Sebastião Melo é deputado estadual pelo Rio Grande do Sul e atual candidato a prefeito de Porto Alegre, disputando o segundo turno com Manuela D’ávila (PCdoB) no próximo domingo.

Sua dívida com a Receita Federal diz respeito a uma declaração irregular no Imposto de Renda de 2013, referente a uma indenização recebida em ação judicial. Autuado pela Receita e processado, foi condenado em dezembro do mesmo ano a pagar 122 mil reais e, desde então, trava esse disputa judicial para fugir de sua dívida.

O enorme absurdo recente foi que, em julho, Sebastião Melo argumentou na Justiça estar em situação precária e, portanto, solicitou o benefício da gratuidade para não arcar com os custos do processo. Ora, sua “hipossuficiência financeira”, ou seja, sua falta de recursos financeiros pode muito bem ser vista na relação de bens apresentada ao Tribunal Eleitoral: além do salário de 25,3 mil mensais como deputado estadual, Melo também acumula 458 mil reais entre contas, previdências, investimentos, aplicações, uma casa e um carro.

Esse é o candidato que a direita e a extrema-direita bolsonarista estão apoiando para a prefeitura de Porto Alegre para derrotar Manuela D’ávila, um político do centrão que não tem nem vergonha de declarar pobreza para fugir de dívida, mesmo acumulando quase meio milhão de reais em bens e um salário milionário que vem acompanhado de diversos outros privilégios.

Sebastião Melo zomba da condição de vida da maior parte da população, a qual mais da metade dos brasileiros recebe menos de um salário mínimo por mês. E é justamente essa condição de vida - esta sim de fato precária - que o candidato pretende atacar e aprofundar com seus projetos de retirada de direitos dos trabalhos e entrega das empresas estatais ao capital privado, como sua já declarada intenção de privatizar a Carris em prol do lucro dos empresários do transporte, além de suas já conhecidas declarações contra empresas públicas.

É urgente derrotar esse projeto político golpistas, de ataques aos trabalhadores, retirada de direitos e privatizações, o qual em Porto Alegre é representado pela candidatura de Sebastião Melo. Porém, essa batalha não se dará seguindo o caminho já trilhado pelo PT e o PCdoB de Manuela D’ávila, de conciliação com os capitalistas e aliança com os partidos burgueses, e sim somente a partir da organização e mobilização da classe trabalhadora e da juventude, para derrubar a direita e a extrema-direita nas ruas e a partir de cada local de trabalho e estudo.

Saiba mais: É preciso fortalecer uma alternativa anticapitalista e com independência de classe em Porto Alegre




Tópicos relacionados

Sebastião Melo   /    Eleições municipais 2020   /    Eleições 2020   /    Manuela D’Ávila   /    eleições Porto Alegre   /    Centrão   /    MDB   /    Porto Alegre   /    Política

Comentários

Comentar