Política

REPRESSÃO E AUSTERIDADE EM CURITIBA

Com repressão e mais de 20 feridos, Câmara de Curitiba corta R$ 600 milhões da previdência dos servidores

Três manifestantes foram presos e mais de 20 pessoas foram feridas em protesto de servidores municipais contra o corte que acabou aprovado pelos vereadores de Curitiba.

segunda-feira 26 de junho| Edição do dia

Ao todo 24 pessoas ficaram feridas e três foram presas na Ópera de Arame, hoje em Curitiba, durante o protesto dos servidores municipais contra o pacote de ajuste fiscal da prefeitura, em primeira votação.

A sessão foi realizada excepcionalmente neste conhecido ponto turístico da cidade devido o plano da PM e da prefeitura em isolar os manifestantes que já haviam protestado semana passada onde também foram reprimidos ao tentarem ocupar a Câmara.

Com 25 votos favoráveis e 9 contra, os vereadores aprovaram a proposta que retira R$ 600 milhões do IPMC (Instituto de Previdência de Curitiba).

Dos três presos, um foi encaminhado à Polícia Federal por desacato e porte de rádio de comunicação sem licença de uso. Há vários relatos de que alguns jornalistas, no exercício da profissão, tenham ficado feridos e que bombas foram lançadas direto de helicópteros do PM.

VIDEO




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Política

Comentários

Comentar