Com método de gangster, MBL faz provocações contra candidaturas de esquerda

quarta-feira 26 de setembro| Edição do dia

Causou muita revolta em diversos setores da internet, um vídeo em que o Movimento Brasil Livre e os apoiadores da candidatura a deputado estadual do Artur, do canal Mamãe Falei em que provocam e danificam os materiais de um candidato a deputado estadual pelo PSOL e apoiador da candidatura de Ivan Valente. O vídeo é tão grotesco, que o próprio Mamãe Falei cola adesivos da sua candidatura em cima dos materiais do candidato do PSOL.

Estes métodos desta direita golpista cresceu por conta do golpe institucional. Para silenciar os setores de esquerda para discutir suas posições, são capazes de utilizar métodos de gangster como danificar material alheio e fazer provocações barata a outros candidatos. Estes que praticam estes atos que causam indignação, são os mesmos que fazem demagogias sobre a violência da esquerda.

A prática de provocação e calunias é bem comum para o candidato a deputado Estadual Artur do Mamãe Falei. Conhecido por apenas fazer isso, a profissão de Artur é tentar da maneira mais rasa possível desmoralizar a esquerda. Agora, o mesmo Artur do Mamãe Falei que vive de ser provocador, quer ser deputado estadual pra continuar fazendo o seu jogo sujo e tendo respaldo pra fazer isso.

Na verdade, o MBL praticam este tipo de ação repudiável porque querem que os ataques aos trabalhadores e demais setores populares da sociedade passem a todo e qualquer custo e pra isso, precisam calar todos aqueles que se posicionam contra estas medidas absurdas que eles defendem. Por trás desta postura absurdo, está na verdade o medo que eles já demonstraram outras vezes da mobilização dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    MBL   /    Golpe institucional

Comentários

Comentar