Sociedade

VIOLÊNCIA

Com medo da violência, moradores isolam bairro do Rio de Janeiro

terça-feira 20 de junho| Edição do dia

Foto: Domingos Peixoto/O Globo

Moradores da Vila Kosmos, Zona Norte do Rio de Janeiro, isolaram por completo a região, transformando o bairro numa espécie de condomínio fechado. A medida foi planejada e implementada pelos próprios moradores com autorização da prefeitura.

É a primeira vez que um bairro inteiro é isolado na cidade. A região que compreende o equivalente a 18 campos de futebol, desde o mês de abril tem suas entradas e saídas controladas por guaritas com cancelas, câmeras e seguranças.

O projeto começou a ser pensado desde 2012 e depois de finalizado foi encaminhado à vereadora Rosa Fernandes (PMDB), que tem base eleitoral no bairro, e depois encaminhada ao então prefeito na época, Eduardo Paes, também do PMDB.

Evidentemente a violência urbana na cidade tem aumentado vertiginosamente nos últimos anos, sobretudo depois que eclodiu a maior crise financeira e política no Estado. Os índices de desemprego aumentam a cada semana. Segundo levantamento do IBGE, o número de pessoas desempregadas subiu 50% em um ano, totalizando 1,2 milhão.

O aumento da violência; a drástica diminuição dos postos de trabalho devido a crise; os cortes nas áreas da educação e políticas sociais; aliados aos retrocessos que Temer e Pezão vem implementando desde o golpe parlamentar em 2016, deixa evidente a delicada situação do Rio de Janeiro, que beira um caos social.

Isolar um bairro por conta da violência que o próprio Estado cria de forma permanente ao abrir mão da população em detrimento dos interesses dos mega empresários, talvez seja uma solução eficaz para quem está cercado dentro do perímetro, mas a falsa sensação de segurança não precisa de cancela para entrar.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar