POLÍCIA FEDERAL

Com desculpa de combate à corrupção, PF e Bolsonaro avançam contra reacionário Helder Barbalho

A Polícia Federal realiza nesta manhã (10/06) operação que tem como objetivo apurar fraudes em compras de respiradores. As investigações acontecem em 21 estados do país, e o alvo desta vez é Helder Barbalho (MDB), governador do Pará.

quarta-feira 10 de junho| Edição do dia

Não são poucos os casos de fraudes em compras de respiradores que vem a tona neste momento da pandemia. Superfaturamento e compras fake são parte de alguns deles. No entanto, a PF iniciou uma operação fraudes nas compras de respiradores pulmonares após decisão do STJ (Supremo Tribunal de Justiça).

O alvo da vez é o governador Helder Barbalho (MDB), que teve mais de 25 milhões de reais bloqueados de seus bens a mando do relator do caso, o ministro Francisco Falcão. Nesse momento as buscas da PF estão sendo realizadas no Palácio dos Despachos, sede do governo do Pará.

O que a primeira vista pode parecer só mais uma investigação da polícia federal, na verdade esconde por trás de si interesses de Bolsonaro em relação à disputa com os Estados e seus governadores, como viemos analisando aqui no Esquerda Diário com as investigações sobre o reacionário Witzel.

Inegavelmente os governadores estão imersos até o pescoço em escândalos envolvendo o suposto combate à pandemia. O descaso com os trabalhadores da saúde que não tem equipamentos de proteção (EPIs) para que não sejam infectados enquanto salvam vidas, a flexibilização das quarentenas, e as evidências de corrupção na compra de respirador, comprovam que os governadores não estão de fato interessados em combater a pandemia visando salvar as vidas dos trabalhadores. No entanto, Bolsonaro tem usado a polícia federal e o judiciário como arma política para desgastar seus adversários e forçar ainda mais sua linha de reabertura total da economia.

As investigações dos casos de corrupção envolvendo o combate à pandemia só podem ser levados de fato até o fim com investigações independentes do bolsonarismo, com julgamento sob júri popular e a conversão dos recursos financeiros a serviço dos trabalhadores da saúde, atacando em primeiro lugar a dívida pública que manda dinheiro para banqueiro no exterior.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Intervenção Federal   /    Polícia Federal   /    Corrupção Policial   /    Jair Bolsonaro   /    Governo Federal

Comentários

Comentar