GOVERNO BOLSONARO

Com carimbo da Casa Branca, Brasil perde proteção da OMC

Acordo entre Trump e Bolsonaro teve seu início em 2019, a perda da proteção da Organização Mundial do Comércio irá trazer inúmeros prejuízos ao Brasil, já a contrapartida (entrada na OCDE) não será de nada favorável ao país do sul.

terça-feira 11 de fevereiro| Edição do dia

Na última segunda-feira (10), a Casa Branca retirou o Brasil e mais 20 países da OMC. A Organização Mundial do Comércio junto da ONU visa proteger (ainda que muito limitadamente) países em desenvolvimento de abusos comerciais sobre países já industrialmente desenvolvidos.

Bolsonaro e Guedes aceitaram sair da OMC para entrar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O chamado “clube dos países ricos” que têm altos índice de IDH e PIB. Ainda em 2019, no começo das negociações, Guedes afirmava que tal acordo traria a nós o honroso selo de “confiança internacional no Brasil”

Contudo, tudo isto, não passa de pura demagogia! Na prática, quem sofrerá as consequências desse acordo são os trabalhadores brasileiros, que terão que disputar de uma forma totalmente injusta com os produtos manufaturados yankees que nos invadirão. Sem a já limitada proteção da OMC, as indústrias e comércios locais sofrerão drasticamente, e o desemprego só aumentará.

Pois as lanças norte-americanas não visam apenas o trilionário mercado tecnológico, mas também produtos agrícolas, que é onde o nosso país (assim como a maiorias dos países emergentes) centram sua economia.

Ou seja, é mais uma etapa da política entreguista de Bolsonaro e Guedes, fechando os olhos para as necessidades dos trabalhadores brasileiros, e abrindo os braços para a ave de rapina norte-americana nos atacar, impondo barreiras comerciais e exportações sem taxas, ou com taxas muito injustas, inundando nosso mercado com os produtos deles, afogando nossas pequenas/médias indústrias e comércios locais.

A jogada imperialista foi exigir como país desenvolvido todos aqueles que estão no G-20 e os que fazem parte da OCDE, assim, a OMC, que visa proteger países em desenvolvimento, não poderia mais proteger tais países do poder e dinheiro das grandes potências capitalistas.

Além do Brasil, mais 20 países estão nessa situação, entre eles Índia, México, Chile e China. Tal jogada yankee é centralizada em buscar vantagens na guerra comercial entre EUA-China, tirando a China dessas proteções da OMC.

Trump afirmou que foram esses privilégios que fizeram a China crescer a ponto de ameaçar a produção norte-americana. Sem tais proteções, Trump poderá punir exportações estrangeiras de tais países, favorecendo as suas.

O Itamaraty ainda não se pronunciou oficialmente. Contudo, como dissemos, Guedes está feliz com suas especulações financeiras em cima do “selo de confiança” que se abre, não se importando com o desemprego e agravamento da pobreza que vem, e virá.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Estados Unidos   /    Jair Bolsonaro   /    Donald Trump   /    Estados Unidos

Comentários

Comentar