Política

NOVAS ESTAÇÕES ATRASADAS

Com atraso de 8 anos, estação da Linha 4 Amarela será inaugurada nessa quarta-feira em SP

Nos últimos dias de seu governo antes de se afastar do cargo para concorrer à presidência, Alckmin inaugura vários trechos de estações do Metrô e da CPTM. 77% das inaugurações de estações pelos tucanos em São Paulo se deram em ano eleitoral nos últimos 23 anos.

Marília Rocha

São Paulo

quarta-feira 4 de abril| Edição do dia

Alckmin na inauguração da Linha 13 Jade da CPTM no último dia 31 (Foto Bruno Santos/Folhapress)

A estação Oscar Freire da Linha 4 Amarela será inaugurada nessa quarta (4), com funcionamento restrito (das 10h às 15h), porém com cobrança normal da tarifa de 4 reais. Inicialmente, essa estação estava prevista para ser inaugurada no ano de 2010.

A Linha 4 Amarela, operada pelo consórcio Via4 CCR, teve atraso nas inaugurações de todas as estações. Quando foi assinado o contrato em 2006, havia previsão de inauguração do primeiro trecho em 2008 (incluindo as estações Butantã, Faria Lima, Pinheiros, Paulista, República e Luz) e do segundo trecho em 2010 (incluindo as estações Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, Fradique Coutinho, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia).

Em 2007, porém, um acidente nas obras da estação Pinheiros matou 7 pessoas e atrasou as obras da linha. Com isso a primeira etapa das inaugurações se deu apenas entre os anos de 2010 e 2011 e as obras da segunda etapa se iniciaram apenas em 2012, com promessa de inauguração da estação São Paulo-Morumbi até a Copa de 2014. Porém a primeira estação da segunda etapa a ser inaugurada foi a estação Fradique Coutinho, no ano de 2014. A estação Morumbi ainda hoje não teve sua inauguração, agora prevista para julho de 2018. A última estação da Linha 4 Amarela, Vila Sônia, tem previsão de inauguração no final de 2019, quase 10 anos após o prazo prevista inicialmente.

Eleições X estações


Linha do tempo das inaugurações das estações nos governos tucanos em SP. (Fonte: Rede Brasil Atual)

Ainda nessa semana, a última do seu mandato antes de se afastar para concorrer ao cargo de presidente da república, Alckmin tem agendada a inauguração da estação Moema da linha 5 Lilás (na quinta-feira, 5) e de um trecho da Linha Prata do Monotrilho (na sexta-feira, 6). Dia 6 é seu último dia de mandato, quando assume o vice Márcio França do PSB. No último final de semana, dia 31/03, Alckmin inaugurou a Linha 13 Jade da CPTM, que liga a estação Engenheiro Goulart da Linha 12 Safira ao Aeroporto de Guarulhos. Em sua primeira gestão, o tucano prometeu entregar essa linha no ano de 2005.

No inicio de março o governador inaugurou ainda a estação Eucaliptos da Linha 5 Lilás (prometida para 2014) e, em janeiro, a estação Higienópolis Mackenzie da Linha 4 Amarela (também prevista inicialmente para 2014).

Além das inaugurações protagonizadas pelo governador tucano em exercício até dia 6 de março, ainda estão previstas inaugurações jpá sob o mandato do vice Marcio França. A estação Morumbi da Linha Ouro do Monotrilho, as estações Santa Cruz, Chacara Klabin, Campo Belo e AACD Servidor da Linha 5 Lilás, as estações Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus da Linha 15 Prata do Monotrilho e as estações Mendes e Varginha da Linha 9 Esmeralda da CPTM, tem sua inauguração prevista para o segundo semestre desse ano.

A única certeza que o povo pode ter é que durante esse ano eleitoral de 2018 o governo PSDB-PSB vai fazer de tudo para inaugurar novas estações para angariar votos nas suas campanhas eleitorais. Isso inclui inaugurações de trechos inacabados e sem total segurança para usuários e funcionários. Muitas estações estão sendo inauguradas com goteiras, infiltrações, e sem condições de trabalho adequadas para os trabalhadores metroferroviários. Os trabalhadores e o povo pagam pela sede de votos do governo, enquanto depois devem amargar alguns anos de promessas não cumpridas, que serão aceleradas apenas no próximo ano eleitoral.




Tópicos relacionados

São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar