Política

PRIVILÉGIOS DOS POLÍTICOS

Com até mesmo "auxílio-esposa", Câmara de SP aprova mais privilégios para TCM

Tribunal de Contas do Município de SP ganha reajuste salarial em media aprovada na Câmara de SP, com inclusão de "auxílio-esposa" para se somar aos seus diversos privilégios já garantidos pelo legislativo.

quinta-feira 28 de junho| Edição do dia

Nesta terça-feira (26), a Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou reajuste de 2,84 aos funcionários do Tribunal de Conta do Município (TCM), retroativos a partir do dia primeiro de março de 2018. O pacote de privilégios concedidos ao TCM são os mesmos à Câmara Municipal.

Os benefícios concedidos ao TCM tem um impacto em 16 milhõesn o orçamento do município, de acordo com o próprio órgão anexado ao projeto da Câmara de Vereadores de SP.

A aprovação do projeto na Câmara vem ao passo que o TCM nos últimos meses tem barrado licitações e projetos da Prefeitura desde a gestão Doria (PSDB). Só no primeiro ano à frente da Prefeitura, Doria teve 70 editais questionados pelo TCM.

Com o reajuste também foi autorizado auxílio-alimentação e assistência à saúde. Sendo que, o auxílio-alimentação é de R$ 573,45 para compras em estabelecimentos comerciais, além do auxílio-refeição que já era garantido.

Agora, com a garantia das regalias como - além do salário - as funções gratificantes, salário-família e salário-esposa, a prefeitura tenta garantir a troca dos privilégios pelo menor enfrentamento que vem acontecendo nos últimos meses entre a gestão e a TCM.

Estes auxílios, como o auxílio-esposa, são um verdadeiro escárnio que escancara como são privilegiados essas castas de funcionários, enquanto maior parte da classe trabalhadora vive com até menos de um salário mínimo, sem garantias mínimas de moradia e alimentação.




Tópicos relacionados

João Doria   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar