Educação

REPRESSÃO NA UNB

Com apoio da Mídia, PM reprime manifestação da UNB por mais verbas para a educação

terça-feira 10 de abril| Edição do dia

Os relatos da repressão começaram à circular no horário do almoço. Com centenas estudantes, servidores e professores, a manifestação no Ministério da Educação era para exigir mais verbas para a educação pública.

Em troca, o governo Temer, seu ministro Mendonça Filho, aliados com a brutal Polícia Militar comandada pelo governador Rodrigo Rollemberg, abriu fogo contra os manifestantes, cercando-os com a tropa de choque, cavalos, uma operação de guerra para reprimir as manifestações daqueles que veem os cortes na educação e a PEC 241 que congelou os gastos, como um projeto para acabar com o Ensino Superior público neste país.


Foto: Ana Luiza de Carvalho/G1

Pela foto pode-se ver que além das verbas para a educação, a manifestação denunciava o golpe institucional e seus últimos desdobramentos com a condenação arbitrária de Lula.

Mas sua ação, caçando estudantes pelos gramados e jogando bombas em qualquer coisa que se movesse, contou também com a ajuda da Rede Globo e seus lacaios sedentos por repressão aos manifestante. Isto é exceto quando são os manifestantes de verde e amarelo que defendem as pautas golpistas que lhes interessam.

No G1, a manchete era "Alunos da UNB entram em confronto com a PM na esplanada dos Ministérios", enquanto que em outras "mídias" propagadoras de notícias mais de direita ainda, o ato é retratado como se só houvessem tido pichações ao MEC e todos escondem a brutal repressão da cavalaria e da tropa de choque, nem mesmo uma imagem.

A verdade é que a Globo e suas sucursais, apoiadores de Bolsonaro, Dória, Alckmin etc, estão todos juntos com Temer quando o assunto é cortar dos serviços públicos e atacar as manifestações. Exceto quando estas são de "verde e amarelo" com pautas que os interessem...




Tópicos relacionados

UnB   /    PM   /    PEC 241/55   /    Michel Temer   /    Repressão   /    Educação

Comentários

Comentar