Sociedade

PANTANAL EM CHAMAS

Com apenas 16 dias, queimadas no Pantanal são as piores da história em um mês de setembro

Com 5603 focos de calor, segundo o INPE, queimadas deste mês são as maiores já registradas na história de setembro, e são também o terceiro maior registro de fogo para qualquer mês em toda a história documentada do Pantanal.

quinta-feira 17 de setembro| Edição do dia

Crédito: Lalo de Almeida/Folhapress

O mês de setembro de 2007 detinha o maior número de focos de calor no Pantanal. Mas com pouco mais da metade do mês, as queimadas no mês em 2020 já passaram em mais de 100 focos este recorde.

Os números de queimadas deste ano estão três vezes maiores do que a média histórica do mês. Seguindo o ritmo das queimadas deste mês, setembro de 2020 entrará com folga para a história como o mês em que o Pantanal mais queimou.

Não é de hoje que o Pantanal vem sofrendo com queimadas graves. O primeiro semestre deste ano foi o de maiores incêndios registrados na história do bioma. Os dados sobre queimadas no Pantanal deste ano já mostram que 2020 será, com grande distância em relação aos outros anos, o ano em que houve maior número de queimadas na região.

Letícia Parks, que é parte da Bancada Revolucionária, candidatura coletiva para vereador em SP, gravou vídeo sobre as queimadas no Pantanal:

Em meio a esta tragédia ambiental, em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o Presidente Jair Bolsonaro falou em “críticas desproporcionais” em relação às queimadas. Além de novamente culpar ONGs pelos incêndios.

Esta declaração ocorreu ainda depois de perícia comprovar que o Pantanal está sendo incendiado para criação de área de pasto para agropecuária, além de que diversos focos de incêndio foram certamente causados por ação humana.




Tópicos relacionados

PANTANAL    /    Crime Ambiental    /    Governo Bolsonaro   /    Incêndio   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade   /    Meio Ambiente

Comentários

Comentar