ELEIÇÕES 2018

Com Lula a frente e Bolsonaro em segundo pesquisa Datafolha ratifica tendências das eleições

Mesmo o Judiciário tentando de todas as formas isolar Lula, o candidato segue na liderança com 39%. No cenário em que não concorre, Bolsonaro lidera com 22%.

quarta-feira 22 de agosto| Edição do dia

A mais recente pesquisa eleitoral, a Datafolha divulgada na madrugada deste dia 22, ratificou as tendências que apontávamos para as eleições. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança da corrida presidencial com 39% das intenções de voto. O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) tem 19%, a ex-ministra Marina Silva (Rede), 8%, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), 6%, e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), 5%. Alvaro Dias (Podemos) aparece com 3%, João Amoêdo (Novo) soma 2% e Henrique Meirelles (MDB), Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota) e Vera (PSTU) têm 1% cada.

No cenário sem a apresentação do nome de Lula, em que se confirmaram a proscrição pelo Judiciário e a continuidade do golpe, Bolsonaro lidera com 22% e Marina tem 16%. Na sequência aparecem Ciro, com 10%, e Alckmin, com 9%. Dias e o provável substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT), têm 4% cada. Amoêdo e Meirelles têm 2%, enquanto Vera, Daciolo, Boulos e João Goulart Filho (PPL) têm 1%. Eymael (DC) não pontuou nos dois cenários.

Os resultados apontam pouca interferência até aqui dos debates, pois Lula mesmo impedido pelo judiciário de participar se mantém na liderança das pesquisas. E ainda não foi possível medir o peso do horário eleitoral, que começa a partir do dia 31 de agosto, e que devido as coligações dará a Alckmin 44% do tempo total.

A principal discrepância da pesquisa ficou em relação ao poder de transferência de voto de Lula, questionados se o apoio de Lula os levaria a apoiar algum candidato, 48% responderam que não, 31% disseram que o fariam com certeza e 18% afirmaram que talvez. Enquanto que na pesquisa da XP Investimento o apoio de Lula fazia o ex-prefeito saltar de 3% para 13%. Michel Temer por outro lado se mostra um grande anti-cabo eleitoral, segundo a pesquisa seu apoio faria 87% das pessoas não votar no candidato de sua escolha.

Os candidatos mais rejeitados pelos eleitores são Bolsonaro (39%), Lula (34%), Alckmin (26%), Marina (25%) e Ciro (23%). Haddad soma 21% nesse quesito.

Nas simulações de segundo turno, Lula venceria Alckmin (53% a 29%), Marina (51% a 29%) e Bolsonaro (52% a 32%). Haddad seria derrotado por Alckmin (43% a 20%) e Bolsonaro (38% a 29%). Alckmin venceria Bolsonaro (38% a 33%) e Ciro (37% a 31%), mas perderia para Marina (41% a 33%).

Com informações da Agência Estado




Tópicos relacionados

Eleições 2018

Comentários

Comentar