Sociedade

INTERVENÇÃO FEDERAL NO RJ

Com Intervenção projeto falido das UPP’s desmorona

Intervenção federal ainda vigente no estado do Rio de Janeiro se impõe sobre as UPP’s e decide fechar 19 unidades nos próximos meses.

sexta-feira 27 de abril| Edição do dia

Imagem: BBC

Reunião realizada na manhã da quinta feira(26), reuniu a cúpula do gabinete da intervenção junto à comandantes da Polícia Militar, o resultado dessa discussão foi o fechamento da metade das unidades, o espaço físico delas não deixará de existir, os policiais ali alocados agora trabalharão para o batalhão da área e a maioria das unidades se transformará em companhia destacada da corporação.

A extinção desse tipo de esquema fracassado de segurança pública já estava em processo desde março, quando duas UPP’s, do Batan e da Vila Kenedy ambas na Zona Oeste da cidade, entraram em processo de dissolução.


IMAGEM: Mazelas Policiais

O “projeto” de intervenção federal imposto por Temer, que já declarado publicamente foi formulado sem estratégias e objetivos, admite de vez a falência das UPP’s que foram feitas sob a maquiagem da cidadania e da segurança nas comunidades dominadas pelo tráfico, mas que só mostrou a violência do Estado burguês sendo instaurada no coração das favelas do Rio de Janeiro, números como o aumento de 56% de desaparecimentos em comunidades de 2007 a 2012 (fonte: ISP/site Uol), retratam que nunca houve um programa de cidadania e sim a tentativa do governo de controlar por meio da força a população mais pobre.

A intervenção federal vista como uma vitória para o governo Temer, apropria outro tipo de maquiagem, o fim da violência pela centralização do Exército em seu uso como polícia e a guerra às drogas, onde já foi denunciado que “Depois da Intervenção aumentaram os tiroteios, balas perdidas, mortes e casos de chacinas”.




Tópicos relacionados

Intervenção Federal   /    Corrupção Policial   /    Crise no Rio de Janeiro   /    crise econômica   /    Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar