Mundo Operário

METRÔ

Cipa da linha 1 Azul do Metrô de SP aprova subcomissão de proteção e saúde da mulher

quarta-feira 6 de dezembro| Edição do dia

Nesse mês de dezembro, aconteceu a primeira reunião ordinária da cipa linha 1 ,gestão 2017/2018. Entre as diversas pautas e divisões de subcomissões, havia uma que o Metrô não queria que existisse de jeito nenhum. A subcomissão de proteção e saúde da mulher.

Essa subcomissão, criada na gestão 2015/2016, incomodou muito o Metrô, fazendo com que no ano seguinte,2016/2017, ela fosse extinta por uma imposição da empresa. Indo contra uma tendência mundial crescente, onde as mulheres se colocam cada vez mais na luta pelos seus direitos e contra as opressões que sofrem a séculos. Os casos de abuso sexual e assédio são constantes dentro do sistema metroviario. Usuárias e funcionárias sofrem cotidianamente. Mesmo assim, o Metrô não deixa a Cipa trabalhar para combater e previnir esse tipo de ocorrência, constante em nosso meio.

Porém nessa primeira reunião ordinária da gestão ,2017/2018, a bancada dos trabalhadores conseguiu fazer valer as normas de funcionamento da Cipa e a vice presidente colocou para votação a criação dessa subcomissão, já que o presidente da Cipa a mando da empresa, se recusava a colocar o tema em votação. O resultado foi que por 17 votos a 11, a bancada dos trabalhadores venceu , criando a subcomissão.

A intransigência das chefias está cada vez maior. Os assédios e punições exageradas viram regra, em tempos onde o governo e a direção da empresa querem privatizar o Metrô, aplicando a política do medo e da punição, para acuar os funcionários. Uma Cipa forte e ligada as bases, é fundamental para mobilizar e frear as tentativas de intimidar e degradar as condições de trabalho dos metroviarios.

Essa primeira vitória da bancada eleita, deve servir de exemplo,para mostrar que juntos e organizados, podemos combater os desmandos promovidos no nosso dia a dia de trabalho. A subcomissão de proteção e saúde da mulher, é uma conquista que teremos que lutar muito para que se efetive. Pois na saga autoritária que anda o Metrô, já estarão com certeza, fazendo de tudo para não legitimar essa subcomissão.




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar