Política

DEBATE SOBRE A FIT

Christian Castillo debate na UERJ “A experiência da Frente de Izquierda na Argentina e do Esquerda Diário”

No dia 21 de julho estudantes em greve da UERJ, UFRJ e secundaristas participaram do debate sobre a experiência da Frente de Izquierda na Argentina com Christian Castillo, dirigente do PTS, por onde foi deputado pela província de Buenos Aires. A discussão também tratou dos objetivos da iniciativa de impulsionar a rede internacional La Izquierda Diário, ou Esquerda Diário em sua versão em português, que está presente em 5 idiomas e 11 países.

domingo 24 de julho de 2016| Edição do dia

Christian iniciou sua intervenção traçando um panorama da situação internacional, marcada por uma importante crise orgânica, que está gerando fenômenos políticos novos. Tais fenômenos têm expressões de direita, como por exemplo Donald Trump nos Estados Unidos. Mas também abrem a perspectiva de que se deem expressões pela esquerda, com setores dos trabalhadores e da juventude buscando novas alternativas e desacreditando crescentemente dos partidos políticos tradicionais. Christian Castillo apontou ainda que essa é uma realidade internacional, e se expressa nos países da América do Sul de modo combinado a uma crise econômica produto do fim do ciclo de crescimento atuante nos anos anteriores em praticamente toda a região.

A partir dessa contextualização Christian colocou a importância da experiência da FIT (Frente de Izquierda y de los Trabajadores) na Argentina, como uma referência de esquerda para os trabalhadores e a juventude. Destacou que para além de se apresentar como uma alternativa eleitoral, a atuação do PTS na FIT se determina pela ligação com a luta de classes. “Por diversas vezes os parlamentares do PTS na FIT estivemos ao lado dos trabalhadores em suas lutas. Um exemplo foi a dos operários de Lear, em que por diversas vezes cortamos a estrada Panamericana, uma das mais importantes, ao lado deles, fomos reprimidos pela polícia, e levamos essa denúncia ao próprio parlamento, que foi obrigado a reconhecer o direito dos trabalhadores de se manifestarem aí”. Também explicou como os deputados do PTS na FIT ganham o mesmo que um professor, destinando o restante de seus salários aos fundos de greve e de lutas que se dão na Argentina.

Outro aspecto fundamental do debate foi a importância do Esquerda Diário, como organizador coletivo dos trabalhadores e jovens. O Esquerda Diário, ou La Izquierda Diario em espanhol, é uma rede de diários internacional que hoje está disponível em 5 idiomas. Christian assinalou que “queremos organizar milhares de trabalhadores e jovens para que escrevam as denúncias do que vivem em seus locais de trabalho, desde que isso não coloque em risco esses companheiros, para que essa seja uma ferramenta não apenas de notícias a partir do ponto de vista dos trabalhadores, mas um verdadeiro organizador coletivo”. Assim, deu uma série de exemplos de como os trabalhadores vem tomando para si essa potente ferramenta que é o Esquerda Diário a partir da publicação de denúncias e notas de setores como os trabalhadores dos call-centers, que rapidamente foram apropriadas por trabalhadores desse setor de outras empresas, que passaram também a enviar suas manifestações ao diário. Encerrou colocando a importância de ser um diário que não se contenta em ser apenas nacional, mas internacional, como é a classe trabalhadora, que tem que lutar contra os seus governos nacionais, mas que só pode acabar com esse sistema de exploração e opressão se internacionaliza sua luta.




Tópicos relacionados

Frente de Esquerda e dos Trabalhadores (FIT)   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar