Internacional

China prega respeito após fala dura de secretário de estado de Trump

quinta-feira 12 de janeiro de 2017| Edição do dia

A China reiterou o respeito mútuo e a cooperação com os Estados Unidos após declarações duras dadas pelo escolhido por Trump para chefiar o Departamento de Estado, Rex Tillerson.

Em sabatina no Senado realizada ontem, o ex-CEO da Exxon Mobil afirmou que os EUA precisam enviar à China "um sinal claro" de que sua atividade de construção de ilhas artificiais em uma região marítima disputada com outros países no sudeste asiático precisa parar. Tillerson chegou a afirmar que o acesso às ilhas já construídas não seria permitido, mas não deu detalhes sobre como isso seria feito.

Hoje, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Lu Kang, afirmou que as tensões recuaram a respeito da região marítima, estratégica por ser rota de passagem de boa parte do comércio internacional. Países de fora da região, por outro lado, deveriam apoiar esforços pela estabilidade.

Diplomatas chineses afirmam que não estão especialmente preocupados pela retórica mais dura de Trump e de sua equipe, e que a China não irá mudar sua abordagem.




Tópicos relacionados

China   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar