ELEIÇÃO APEOESP

Chapa 1 da Apeoesp tenta enrolar, mas nós, professores do JB, afirmamos "Basta de Bebel e Chapa 1!"

segunda-feira 22 de maio| Edição do dia

Na quarta-feira passada, dia 17 de maio, tive uma grande surpresa enquanto estava no intervalo de aulas na escola em que trabalho, o João Baptista, com os demais professores da casa. Faltando poucos dias para a eleição sindical da Apeoesp, sindicato dos professores do estado de São Paulo, o maior da América, a Chapa 1 da atual direção (PT e PCdoB) resolveu "dar o da graça" nas escolas da norte, para forçar o 5 º mandato a frente do sindicato e fazer a manutenção de seus privilégios.

Uma dessas escolas foi o João Baptista, que desde 2015 viemos mobilizando e organizando nossa luta contra os desmandos de Alckmin na educação paulista, mas principalmente contra as reformas do governo golpista de Michel Temer.

Depois de ter boicotado os 3 atos chamados pela escola JB, (Não deixe de ver aqui o boicote) a direção do sindicato teve a coragem de ir pedir votos aos professores, dizendo "o que erramos podemos mudar".
Ora Chapa 1! Os erros são muitos e os mandatos de vocês mais ainda, por isso os professores da escola João Baptista responderam: Basta de Bebel e chapa 1!

Enquanto tentavam justificar o injustificável, que são suas traições nas lutas dos professores e os anos de inercia sem organizar os professores, foram bombardeados com a opinião dos professores sobre a direção do sindicato.

Um dos grandes questionamentos foi feito pela professora Jordana, que ­­quis saber o motivo pelo qual a direção da Apeoesp não adia as eleições sindicais, marcadas para o dia 25, para que os professores tivessem tempo hábil de ir para Brasília no dia 24, participar do grande ato que as centrais sindicais e os movimentos sociais estão chamando contra Temer e as Reformas, e voltar a tempo de participar das eleições sindicais. Depois de muita demagogia e mentiras soltar no ar a Chapa 1 respondeu que os professores escolhessem onde querem estar, ou seja, na prática a Chapa 1 respondeu para nós professores que tínhamos que escolher entre lutar contra a reforma que quer nos manter trabalhando até morrer ou contra a direção fraudulenta e traidora do nosso sindicato. Querem esvaziar as eleições da Apeoesp para que possam garantir o 5º mandato na Apeoesp e suas privilégios, sem muito trabalho das fraudes que fazem em todas as eleições.

Veja o depoimento da professora Jordana:

Os professores também deixaram claro a revolta que a direção majoritária do sindicato causa por passar anos sem visitar as escolas e agora, para as eleições vão pedir votos com a maior cara de pau possível. Denison professor de artes da escola afirmou que a vontade dele e de todos era fazer uma revolução no sindicato, mudar completamente as práticas e esses diretores atuais que usam a máquina sindical para beneficiarem os objetivos próprios.

Depoimento do professor Denison:

É um absurdo a forma como a Chapa 1 respondeu aos professores que escolhessem entre dar aula e "cuidar dos seus cachorros" ou ir a Brasília para lutar, já que eles estão traindo a categoria, que foi peça fundamental nos dias 15 de março e 28 de abril, dias de paralisações nacionais, esse último que abalou profundamente a estabilidade do governo golpista e das bases para aprovar as reformas.

Os professores do JB são um exemplo de luta e de organização não só contra a casta política de privilegiados que usam as reformas para atacar nossas vidas, mas também contra a burocracia sindical, que a frente dos sindicatos cumprem papel funcional aos governo de desorganizar os professores que querem lutar, para que possam assim manter seus carguinhos e vida mansa, proporcionada pela ferramenta de luta dos trabalhadores.

Mais do que nunca é hora de dizer "BASTA DE ARREGO", Bebel e Chapa 1, queremos vocês fora do nosso sindicato e por isso vamos votar em peso das chapas da Oposição Unificada e lutar para organizar uma nova greve geral no país, que seja ainda maior para derrotar de uma vez por todas os moribundos Temer e as Reformas.




Tópicos relacionados

#OcupaBrasília   /    Eleições Apeoesp 2017   /    Professores São Paulo

Comentários

Comentar